Enem: Confira 10 sugestões de possíveis temas para a redação

Enem: Confira 10 sugestões de possíveis temas para a redação


De acordo com Felipe Leal, professor de Redação do Curso Anglo, consultado pelo Estadão, os alunos devem ficar atentos aos temas relacionados com os direitos previstos na Constituição. Na edição passada, por exemplo, o tema foi a democratização do acesso ao cinema no Brasil. “O tema do cinema está lá na Constituição, afirmando que o Estado deve promover o acesso à cultura de maneira universal e igualitária, então eles escolheram ali um aspecto da cultura e foram em direção a isso. O mesmo ocorre com outros eixos”, explica.

Confira abaixo a lista de sugestões de possíveis temas para a Redação do Enem 2020:

1 – A importância do SUS para a garantia da saúde no Brasil
Neste ano, com a pandemia de coronavírus, a importância do Sistema Único de Saúde (SUS) ficou ainda mais evidente. “O SUS é um dos sistemas mais robustos do mundo, uma vez que é um dos poucos sistemas que atende gratuitamente todo e qualquer cidadão. Essa perspectiva ideológica que fundamenta o SUS é totalmente alinhada à filosofia do Enem”, diz Fabiula Neubern, coordenadora de Redação do Curso Poliedro São José dos Campos.

2 – Os desafios do uso de tecnologia na educação
A modalidade de Educação a Distância (EAD) vem crescendo no Brasil nos últimos anos. Com a pandemia, professores e alunos se viram obrigados a implementar o uso de recursos digitais no ambiente educacional. Para Fabiula, o tema já era relevante e a discussão se tornou ainda mais importante após a suspensão das aulas presenciais no País.

3 – Erradicação do analfabetismo
Para os professores, o analfabetismo é uma das grandes apostas. Segundo o IBGE, o Brasil tem hoje 11 milhões de analfabetos, representando 6,8% da população. “Esse é um problema muito grave. Dentro do Plano Nacional de Educação foi previsto que as crianças devem ser alfabetizadas até o terceiro ano do ensino fundamental com a idade de oito anos. O plano previa a erradicação para 2024 e a gente não vê avanço suficiente para chegar lá”, explica Felipe Leal.

4 – Violência doméstica no Brasil
“Tema extremamente relevante e que há anos é debatido no País, a violência doméstica ganhou novas dimensões com o isolamento social na pandemia”, diz o professor Thiago Braga, autor do Sistema de Ensino pH. Nesse recorte, é importante que o estudante entenda as causas que levam a essa situação e o que tem sido feito para combatê-la. O protagonismo crescente das mulheres no mercado de trabalho, a maior participação nas decisões familiares, questões que envolvem o machismo e a maneira como os homens enxergam e lidam com as mulheres são alguns dos pontos que podem ser abordados.

5 – A obesidade no Brasil
Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde divulgada pelo IBGE em parceria com o Ministério da Saúde, um pouco mais de 40 milhões da população adulta no Brasil está obesa. A pesquisa mostrou que a proporção de pessoas obesas no país aumentou nos últimos 17 anos. Em 2003, o porcentual era de 12,2%. Já em 2019, esse índice passou para 26,8%. “Os dados refletem não apenas um problema de saúde, mas também como o brasileiro se comporta em relação à sua própria alimentação. A situação se torna ainda mais delicada quando pensamos que muitas pessoas estão em casa em isolamento social e não conseguem se exercitar adequadamente. Dessa forma, o sedentarismo e suas consequências crescem. Doenças ligadas à obesidade também”, explica Thiago Braga.

6 – Os desafios do sistema carcerário brasileiro
O sistema carcerário brasileiro foi um dos possíveis temas de Redação apontados por especialistas na última edição do Enem e volta a surgir agora. “É um assunto clássico da sociedade brasileira e que nunca foi tema de Redação antes”, comenta Thiago Braga. O professor diz que o nosso sistema de prisões é historicamente conhecido por suas deficiências, como a insalubridade e superlotação das celas. Há ainda a disputa entre facções criminosas.

7 – Saúde mental na adolescência
De acordo com a ONU, 16% da carga global de doenças de pessoas entre 10 e 19 anos está relacionada com a saúde mental. A principal doença é a depressão, que pode ser um gatilho para o suicídio. Só a depressão é a terceira causa de morte entre pessoas de 15 a 19 anos no mundo. No Brasil, por exemplo, sabemos que entre 2006 e 2015 o aumento foi de 13%, de acordo com a Revista Brasileira de Psiquiatria.

 8 – Caminhos para proteger as crianças e os adolescentes no Brasil
Para Fabiula Neubern, um tema relacionado à infância que pode ser discutido é a proteção contra violências como maus-tratos, abuso e violência doméstica. “Elas podem estar submetidas à violência urbana, ao tráfico internacional de pessoas, à exploração sexual e ao abandono ou à negligência de seus genitores, do Estado ou da própria sociedade”, diz a coordenadora.

9 –  O combate aos maus-tratos a animais
“A comunidade científica noticiou suas suspeitas de que o coronavírus tenha chegado aos humanos vindo do contato com animais silvestres. Na Ásia, local onde o vírus surgiu, são tradicionais as feiras nas quais esses animais ficam expostos e mantêm contato uns com os outros – algo que não aconteceria na natureza, ou seja, sem a interferência humana. A condição de manutenção desses animais nessas feiras não é nada boa. Aqui no Brasil, essas feiras também existem e o tráfico de animas silvestres é grande. As condições de aprisionamento desses animais são cruéis”, aponta Fabiula Neubern.

10 – A dificuldade de universalização do saneamento básico no Brasil
Há dez anos, a ONU reconheceu o direito à água potável e de qualidade das instalações sanitárias como indispensável ao direito à vida. No Brasil, de acordo com o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, quase metade da população (47% ou quase 100 milhões de pessoas) não tem esgotamento sanitário e cerca de 35 milhões não têm água potável. “Essa desigualdade extremada revela que a questão do saneamento em nosso País é um direito de cidadania”, diz Fabiula Neubern.

Ceará Notícias