Ensinos na rede municipal em Santa Quitéria tem queda de matrículas em um ano

Ensinos na rede municipal em Santa Quitéria tem queda de matrículas em um ano


As escolas municipais de Santa Quitéria registraram uma queda de 145 matrículas de 2019 para 2020 nas modalidades de ensino parcial e integral, passando de 4.582 para 4.437 inscrições no período. As informações são do Censo Escolar da Educação Básica 2020, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no dia 31 de dezembro e antecedem à pandemia do novo coronavírus, tendo como referência a data de 11 de março de 2020.

No regime parcial (em que o aluno fica apenas um turno), o número foi de 505 para 983 matrículas de 2019 para 2020. As vagas, afora o tipo de regime, se referem aos anos iniciais (1° ao 5° ano) e aos anos finais (6° ao 9° ano). A maior queda ocorreu nos anos iniciais das escolas integrais, com 2.158 matrículas em 2019 e 1.790 em 2020 - 368 matrículas a menos.

O Censo Escolar é fundamental na destinação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) às instituições de ensino público, ainda mais em um ano que já se inicia com as dificuldades de reversão dos danos causados à educação pela pandemia.

No ensino infantil, que envolve creche e pré-escola, houve também queda no número de matrículas da rede municipal rural e urbana. Apenas no regime parcial houve redução de 178. No regime integral desta modalidade, houve aumento, num registro de 91 alunos. O ensino em tempo integral é uma meta do Plano Nacional de Educação para combater o déficit de aprendizagem no país.