'Foi só uma picadinha', diz idoso de 106 anos vacinado em abrigo do Ceará

'Foi só uma picadinha', diz idoso de 106 anos vacinado em abrigo do Ceará


Inseridos na primeira fase para receber a vacina contra a Covid-19, idosos do Lar Torres de Melo, em Fortaleza, se tornam os primeiros a serem imunizados conta o novo coronavírus. Entre lágrimas e sentimentos de gratidão, o grupo de risco compartilha a emoção de participar deste momento. José Pereira dos Santos, ou "Seu José", como é conhecido, é indígena e é o mais velho integrante da instituição, com 106 anos. Após receber sua dose, comenta: "Foi só uma picadinha".


Depois da instituição contabilizar 12 óbitos confirmados pela Covid-19, além de 7 casos suspeitos e 141 internos recuperados, a doutora de saúde do Lar, Acácia Torres de Melo, aponta ser um momento de grande gratidão poder acompanhar a vacinação.

Para a interna Lázara Florêncio Chagas, 80 anos, a emoção foi forte ao ponto de lhe arrancar as palavras. Desde a noite anterior, quando acompanhou a notícia de que as vacinas haviam sido iniciadas no Ceará, relata não ter conseguido conter as lágrimas de felicidade. 

Assim como Lázara, o Elcias Albuquerque, 79 anos, também aguardava a chegada da vacina com bastante expectativa.

 “Desde a semana passada, venho esperando ser vacinado. Quero ser imunizado e não ter a Covid-19, porque nós idosos somos muito suscetíveis para pegar essa doença”, diz. Ao receber a vacina, não conseguiu conter a emoção. 

Diário do Nordeste