Vacina contra o coronavírus: OMS adverte que mundo está à beira de 'falha moral catastrófica'

Vacina contra o coronavírus: OMS adverte que mundo está à beira de 'falha moral catastrófica'


As vacinas anticovid, a grande esperança para acabar com a pandemia, não estão chegando a todos. O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou nesta segunda-feira (19/01) para a enorme desigualdade na distribuição da vacina contra a SARS-CoV-2 e alertou para as graves consequências.

"Devo ser franco: o mundo está à beira de um fracasso moral catastrófico, e o preço desse fracasso será pago com a vida e o sustento dos países mais pobres", advertiu Tedros no discurso de abertura do Comitê Executivo da OMS, que se reúne nos próximos nove dias.

O chefe da OMS considerou que não é justo que pessoas saudáveis e jovens de países ricos tenham acesso à vacina antes de grupos vulneráveis de países mais pobres. Como exemplo, ele explicou que cerca de 39 milhões de doses da vacina contra covid foram distribuídas em 49 dos países mais ricos, enquanto um dos países mais pobres do mundo recebeu apenas 25.

O chefe da OMS considerou que a estratégia "eu primeiro" será contraproducente, pois fará com que os preços subam e levará a uma concentração de vacinas. "No fim, essas ações apenas prolongarão a pandemia, as restrições necessárias para contê-la e o sofrimento humano e econômico", acrescentou.

BBC