A Voz de Santa Quitéria cobrirá ao vivo visita de Jair Bolsonaro à Tianguá nesta sexta-feira

A Voz de Santa Quitéria cobrirá ao vivo visita de Jair Bolsonaro à Tianguá nesta sexta-feira


A cidade de Tianguá, na região da Serra da Ibiapaba, será o primeiro destino do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (26), durante visita ao Ceará. Lá, ele deve participar da cerimônia de assinatura de três ordens de serviços para obras em rodovias federais no Estado, que ocorrerá no Polo de Lazer Regis Diniz.

O portal A Voz de Santa Quitéria foi credenciado junto ao Palácio do Planalto para fazer esta cobertura, no caso, a primeira vinda de Bolsonaro à região Norte do Estado. Os jornalistas Thiago Rodrigues e Josivânia Brito estarão no local, atualizando com transmissão ao vivo nas redes sociais e também no portal sobre a solenidade. Esta é a segunda visita presidencial que a reportagem do site acompanha em oito anos. Em 2013, também nos fizemos presentes à vinda de Dilma Rousseff à Sobral, para anúncio de investimentos contra a estiagem.

As ordens de serviços que serão assinadas pelo presidente têm como foco a retomada das obras que estavam paralisadas no Estado. Dentre elas, a da Travessia Urbana de Tianguá, que engloba a duplicação de seis quilômetros da BR-222 na região da Serra da Ibiapaba, do Km 309,25 ao Km 315,8. O trecho é responsável por ligar Tianguá a Fortaleza, ao Piauí, ao Maranhão e a estados da região Norte do País. Por conta das obras paralisadas e de dois viadutos inacabados, o trecho que abrange a Travessia Urbana é considerado um dos mais perigosos da região. Ao todo, o investimento é de R$ 66,1 milhões.

Após a cerimônia em Tianguá, a comitiva presidencial deve seguir para vistoriar as obras de duplicação da BR-222, no trecho que liga o município de Caucaia ao Porto do Pecém. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e o diretor-geral do Dnit, general Santos Filho, também estarão presentes, além de deputados federais, prefeito e apoiadores do presidente. Equipes da Polícia Rodoviária Federal estão sendo deslocados para reforçar a segurança. A Polícia Federal e o Exército também devem dar apoio.

A última vez que Bolsonaro esteve no Ceará foi em junho de 2020, para inauguração do trecho da transposição do Rio São Francisco no Estado.