Chuvas intensas voltam a ser registradas em Hidrolândia e despertam alerta nas autoridades

Chuvas intensas voltam a ser registradas em Hidrolândia e despertam alerta nas autoridades


Praticamente um ano depois do episódio das enchentes em março de 2020 - seguramente, o maior desastre da história de Hidrolândia -, falar em chuvas intensas provoca receio e desperta preocupação também nas autoridades. Ontem (16), houve ao menos quatro localidades na zona rural do município que tiveram precipitações superiores a 100 milímetros.

Na comunidade de Lages, foram 160 milímetros, seguido por Riacho Verde (130 mm), Mulungu (125 mm), Pelada (100 mm) e a sede com 90, segundo dados da coordenação municipal de Defesa Civil.

Nas redes sociais, a prefeita Iris Martins pediu a colaboração dos moradores, diante do inverno que se aproxima. "A Prefeitura já fez a limpeza dos bueiros que encontravam-se com acúmulo de lixo, como sempre fazemos antes e durante a quadra invernosa. É fundamental que nós cidadãos ajudemos, não colocar lixo nos bueiros para que atravessemos esse inverno sem transtorno", ressaltou.

Limpeza do rio e Vila Freitas


Com a intensidade daquela enchente, foi percebido o quanto de acúmulo de lixo que havia dentro dos bueiros e que acabaram desaguando no leito do Rio Batoque e ficaram na região próxima à Vila Freitas. Atualmente, uma obra da Prefeitura Municipal está sendo feita, inclusive vistoriada pela prefeita Iris, em relação ao canal da vila, que já está em 50% de fase de execução.

Sobre a limpeza do Rio, Iris assegurou já ter o compromisso do recurso empenhado através do deputado Mauro Filho e que está sendo preparado o projeto o quanto antes, para providenciar a limpeza e assim garantir a tranquilidade das famílias hidrolandenses.