INSS negou o pedido de aposentadoria? Veja passo a passo para recorrer

INSS negou o pedido de aposentadoria? Veja passo a passo para recorrer


Segundo dados do Boletim Estatístico da Previdência Social (Beps), mais de 4 milhões de pedidos ao INSS foram indeferidos entre janeiro e novembro de 2020. O INSS afirma que "analisa os requerimentos com base única e exclusiva na lei previdenciária vigente e demais normativos". 

Para quem teve o pedido negado, há o direito de recorrer junto ao INSS em até 30 dias da notificação do indeferimento. O pedido deve ser feito na Central 135 ou pelo portal “Meu INSS”, através do site ou aplicativo de celular.

Por que os benefícios são negados? 
Cada tipo de benefício exige o preenchimento de requisitos rigorosos. Os dois principais problemas que podem indeferir a concessão da renda são a falta de contribuições ou de documentos que comprovem o direito ao benefício previdenciário ou assistencial pedido ao INSS. Além disso, a falta de dados no cadastro do INSS e de qualidade de segurado. 

Se o indeferimento ocorreu porque não houve tempo de serviço suficiente registrado no Cnis, é preciso checar as carteiras de trabalho e os períodos recolhidos como autônomo. Há ainda a possibilidade de a análise técnica não ter sido correta, seja porque o médico perito não é especialista na patologia do segurado ou pela interpretação incorreta do servidor. 

Quando o segurado achar que o indeferimento é indevido pode entrar com recurso administrativo, no prazo de 30 dias, contados a partir do momento em que fica sabendo do indeferimento, para entrar com a contestação na Junta de Recursos do Conselho de Recursos da Previdência Social.  

Como posso recorrer?
  • Acesse o site meu.inss.gov.br, com login e senha; 
  • Escolha a opção "Agendamentos/Requerimentos";
  • Depois, clique em "Novo requerimento"; 
  • Em "Pesquisar", digite a palavra "Recurso" e selecione a opção desejada, se é "Recurso Ordinário"  “Atendimento a distância", para recursos na primeira instância, ou "Recurso Especial" “Atendimento a distância", para recorrer na segunda instância; 
  • É possível anexar documentos que comprovem o direito ao benefício, bem como a carta com os motivos pelos quais não concorda com a negativa do INSS; em seguida, clique em "Avançar" e, depois, conclua o atendimento. 

Como anexar os documentos?
  • Digitalize as cópias em formato PDF; 
  • O documento deve ser colorido, ter 24 bits e qualidade de 150 DPI em um arquivo único; 
  • A soma de todos os documentos não pode passar de 50 Megabytes. 

Prazo de análise 
Um acordo entre Ministério Público Federal e governo federal, homologado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) ampliou, por dois anos, os prazos de análise do INSS. Para a advogada Adriane Bramante, os novos prazos podem aumentar o indeferimento, pois haverá prazo para concluir o processo. 

Diário do Nordeste