Prefeito poderá pagar multa de R$ 140 mil por furar fila da vacina contra Covid-19

Prefeito poderá pagar multa de R$ 140 mil por furar fila da vacina contra Covid-19


O prefeito e a secretária de saúde de Jijoca de Jeriocoacoara se tornaram alvo de ação civil pública ingressada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) por supostamente furarem a fila da vacinação contra Covid-19. Lindberg Martins e Joila Carneiro teriam sido, respectivamente, o segundo e o terceiro moradores da cidade a receberem o imunizante, mesmo sem fazer parte do grupo prioritário.

Na ação, o MPCE pede a condenação de ambos pela prática de improbidade administrativa, além da decretação de indisponibilidade de seus bens para pagamento de multas no valor de R$ 140 mil e de R$ 54 mil, respectivamente.

Conforme página de transparência da vacinação em Jijoca, os gestores foram imunizados em 19 de janeiro como parte do grupo de profissionais da saúde. Até o momento, o município recebeu 285 doses de vacina contra a Covid-19 e já aplicou 100% delas. São 195 profissionais da saúde e 90 idosos acima de 75 anos vacinados na localidade.

Em nota, os gestores afirmam que ainda não foram notificados e "que continuam a disposição das autoridades e que assim que forem notificados para esclarecimentos, irão colaborar com a justiça".

O POVO Online