Primeira parcela de auxílio a profissionais de eventos sai a partir de 11 de abril; confira o calendário

Primeira parcela de auxílio a profissionais de eventos sai a partir de 11 de abril; confira o calendário


O Governo do Ceará realizou na última sexta-feira (26), uma live em suas redes sociais para tirar dúvidas acerca do auxílio financeiro que será concedido aos profissionais do setor de eventos. A medida foi anunciada na última semana.

Dez mil trabalhadores da área, que estão sem trabalhar por causa da pandemia, poderão receber duas parcelas de R$ 500. A primeira é prevista para ser paga entre 11 e 30 de abril.

Para receber o benefício é necessário que o profissional não tenha um emprego formal e que não receba qualquer tipo de assistência do governo, com exceção do Bolsa Família. Estão entre os contemplados músicos, cinegrafistas, decoradores, cerimonialistas, fotógrafos, recepcionistas, humoristas, artistas circenses, garçons, técnicos de luz e todos os demais que atuam em eventos.

As inscrições para receber o auxílio serão abertas no dia 1º de março, no site da Secretária de Cultura do Ceará (Secult), e se estendem até o dia 10 do mesmo mês. Para realizar o processo, é necessário que o trabalhador seja cadastrado no Mapa Cultural do Ceará e comprove atuação na área dentro dos últimos dois anos.

Todo o processo de solicitação do auxílio terá duração de dez dias, sem previsão de ser prorrogado. Por esse motivo, o secretário de Cultura do Ceará, Fabiano Piúba, pediu, também durante a live, para que os profissionais "tenham atenção" e que não percam prazo, ficando assim sem receber o benefício.

Quem recebe o benefício?
Todos os profissionais que atuam no setor, com idade igual ou maior que 18 anos, sendo eles: músicos, cinegrafistas, decoradores, cerimonialistas, fotógrafos, humoristas, artistas circenses, garçons, produtores, decoradores, recepcionistas e todos os técnicos que atuam na área. É necessário que o trabalhador tenha atuado na profissão nos últimos dois anos e que resida no Ceará. Profissionais que são mãe solo não receberão o dobro, mas terão prioridade no processo de validação.

Quem fica de fora?
Não recebem o auxílio aqueles profissionais que trabalham de carteira assinada, que exercem cargos de função pública ou que ganham algum tipo de suporte financeiro, como seguro-desemprego. O único programa que não impede o recebimento do auxílio é o Bolsa Família.

Calendário
  • 1° a 10 de março: período de inscrições
  • 11 de março a 5 de abril: período de validação do benefício.
  • 7 de abril: resultado final, com a lista de contemplados divulgada.
  • 11 a 30 de abril: pagamento da primeira parcela.
  • 3 a 15 de maio: pagamento da segunda parcela.
O Povo