Sete anos após ser chamada de vaca na TV, maior doadora de leite humano do país ganha processo contra Danilo Gentili

Sete anos após ser chamada de vaca na TV, maior doadora de leite humano do país ganha processo contra Danilo Gentili


Após mais de sete anos, chegou ao fim o processo movido pela técnica em enfermagem Michele Maximino, conhecida como a maior doadora de leite humano do Brasil, contra o humorista Danilo Gentili. Ele chamou a pernambucana de vaca e a comparou ao ator pornográfico Kid Bengala, em um programa de TV.

A decisão é do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e não é possível mais recorrer. Segundo a sentença judicial, Gentili, o também humorista Marcelo Mansfield e a Rádio e Televisão Bandeirantes foram condenados por danos morais à doadora de leite.

Eles devem pagar R$ 80 mil, com atualização de 1% por mês, a contar de outubro de 2013, data de exibição do programa em que foram feitas as ofensas.

“Estou feliz, porque a Justiça foi feita. É uma vitória minha, em prol da amamentação, e uma prova de que ele estava errado. A sentença, com a multa, ficou em R$ 187 mil, dividido para os três alvos”, afirmou a doadora de leite.

Em fevereiro de 2020, Michele deu à luz o quarto filho e decidiu retomar as doações para ajudar bebês prematuros. Um ano depois, ela segue fazendo as contribuições. “Isso afetou muito minha vida, porque tive que sair da cidade em que morava, precisei me tratar com psicóloga. Foi bastante doloroso, mas a gente tenta levar a vida”, declarou.

G1