Aprece denuncia cartel da White Martins e Messer para desabastecer oxigênio

Aprece denuncia cartel da White Martins e Messer para desabastecer oxigênio


A Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) articula solução para pôr fim ao cartel do oxigênio que ameaça vidas no Estado e no país. O monopólio do produto do oxigênio medicinal no Ceará é a White Martins e Messer (Linde), que se fundiram na Praxair.

A empresa se recusa hoje a ceder o insumo às pequenas envasadoras. A solução tem sido o prefeito de Caucaia, Vitor Valim, que consegue trazer o produto do Rio de Janeiro para a fábrica de oxigênio de Caucaia.

Desse modo, nem a White Martins e nem a Messer estão fornecendo o oxigênio líquido para virar gasoso e ser envasado em cilindros para 158 prefeituras do Ceará que precisam de oxigênio. A solução tem sido a fábrica de oxigênio de Caucaia.

Um dos caminhos defendidos pelos municípios que enfrentam o problema é que o prefeito de São Gonçalo do Amarante assuma administrativamente a White Martins para garantir oxigênio.

CN7