Ceará tem quase 1.900 lojas fechadas em 2020

Ceará tem quase 1.900 lojas fechadas em 2020


A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou, nesta segunda-feira, 1º de março, estudo que aponta o fechamento de 75 mil lojas em 2020, por conta da pandemia de Covid-19. Esse é o índice mais negativo desde 2016, quando mais de 105 mil lojas foram fechadas. 

No Ceará, esse número chegou a quase 1.900 estabelecimentos comerciais fechados, o que coloca o Estado na 3ª posição do Nordeste e na 10ª do Brasil nesse quesito. Os estados mais afetados foram São Paulo, com mais de 20 mil lojas fechadas, seguido por Minas Gerais, com quase 10 mil fechamentos, e Rio de Janeiro, que perdeu aproximadamente 6 mil lojas. 

O segmento que mais perdeu unidades comerciais foi o de vestuário, calçados e acessórios, com fechamento de mais de 22 mil lojas. Embora considerado serviço essencial, o ramo de  hiper, super e minimercados teve a segunda maior perda, estimada em mais de 14 mil estabelecimentos fechados. Em linhas gerais, a imensa maioria dos comércios fechados, ou 98,8%, eram micro ou pequenas empresas. Além dos fechamentos, o setor perdeu cerca de 25, 7 mil postos de trabalho.

O presidente da CNC, José Roberto Tadros,  ponderou, contudo que a queda de 1,5% das vendas no varejo, foi menor que a esperada pela entidade. “As perdas do setor varejista foram sentidas logo em março, mas, a partir de maio, foi possível começar a reverter a situação, graças à rápida reação do mercado. Contribuíram fatores como o fortalecimento do comércio eletrônico e o benefício do auxílio emergencial, permitindo que o brasileiro pudesse manter algum nível de consumo. O desafio será ver o comportamento deste ano, com o programa de imunização ainda em andamento”, observou.

O POVO Online