"Centrão quer derrubar ministro", diz deputado José Guimarães

"Centrão quer derrubar ministro", diz deputado José Guimarães


Líder da minoria na Câmara, o deputado federal José Guimarães (PT-CE) afirma que o bloco do centrão ainda não se conformou com a escolha de Marcelo Queiroga para o Ministério da Saúde no lugar de Eduardo Pazuello. "É a pressão do centrão. Eles querem derrubar o ministro, querem o deputado Luizinho. Não vão deixar por menos. O Brasil está à deriva", avalia.

Filiado ao PP do Rio de Janeiro, deputado Luizinho era um dos nomes sugeridos pelo centrão ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para substituir Pazuello - o outro era o da médica Ludhmila Hajjar, defenestrada antes mesmo de se viabilizar. Bolsonaro, todavia, optou por Queiroga, amigo dos filhos e a quem considera como uma escolha pessoal para o posto. O processo irritou aliados do centrão, como o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que chegou a defender Hajjar publicamente.

Um dos integrantes da base bolsonarista na bancada cearense, o deputado Genecias Noronha (Solidariedade) nega, porém, que a indicação de Queiroga esteja ameaçada. "O Queiroga assume (a função de ministro)", retrucou o parlamentar, mas sem informar quando - a data prevista é quinta-feira, mas a nomeação e posse já foram adiadas duas vezes.

Deputado federal, Idilvan Alencar (PDT) lamenta o bate-cabeça num momento em que o país se aproxima das 300 mil mortes por Covid. "Não tem gestão, não tem coordenação, não tem liderança. É um governo totalmente perdido, que não consegue nomear um ministro", protesta. (HA).


O Povo