Engenheiro tenta provar a amigo que tem carro mais rápido e morre ao bater a 240km/h

Engenheiro tenta provar a amigo que tem carro mais rápido e morre ao bater a 240km/h


Um marinheiro da Marinha britânica morreu em um acidente quando tentava provar a um companheiro da caserna que o carro dele era mais rápido. Keith Ross, de 40 anos, colidiu a uma velocidade de 240km/h quando estava ao volante de um Vauxhall Astra modificado.

O acidente ocorreu em julho do ano passado, mas só nesta semana o caso teve a sua primeira audiência em tribunal militar de Portsmouth (Inglaterra).

Acompanhado do rival, Harry Malbon, no banco do carona, o engenheiro naval, que tinha cinco filhos, saiu em alta velocidade da base naval de Portsmouth, perdendo o controle ao passar por um radar de velocidade, colidindo com uma barreira de segurança.

O lado do motorista do carro foi completamente arrancado com a colisão. Keith foi jogado para fora do veículo, juntamente com destroços do carro, em uma rotatória. Apesar de vários ferimentos, Harry conseguiu sobreviver.

"Ele disse 'Vou tirar esse recorde de você' antes de sairmos com o carro", declarou em tribunal o sobrevivente. "Eu sabia que o carro tinha sido modificado, mas ele (Keith) não estava usando cinto de segurança", completou ele, em reportagem do "Sun".

Extra