Operação Carro-Pipa está totalmente paralisada em Catunda e Hidrolândia

Operação Carro-Pipa está totalmente paralisada em Catunda e Hidrolândia


Desde o dia 1º de março não há mais abastecimento de água no Ceará feito pela Operação Carro-Pipa, de acordo com o Ministério da Defesa. Questionada, a pasta respondeu que "as atividades da Operação Carro-Pipa estão paralisadas em Alagoas, Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, em 447 municípios. Entre elas, as cidades de Catunda e Hidrolândia.

Em fevereiro, dos 20 municípios cearenses atendidos no mês, 10 já se encontravam com abastecimento temporariamente suspenso, segundo o portal da operação, que é resultado da cooperação técnica e financeira entre os Ministérios do Desenvolvimento Regional e da Defesa, sendo o Exército Brasileiro encarregado da execução.

O programa é executado em toda a região rural do semiárido, abrangendo os estados do Nordeste e parte de Minas Gerais e Espírito Santo. No ano de 2020, a média mensal de atendimento foi de 2 milhões de pessoas em 600 municípios. Uma média de 4,2 mil carros-pipa foram contratados por mês. No total, foram investidos R$ 603 milhões para o serviço.

Em nota publicada na semana passada, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) informou que não estava sendo possível realizar os repasses integrais e regulares em decorrência do Projeto de Lei Orçamentária Anual ainda não ter sido aprovado pelo Congresso Nacional.

Além da suspensão, Everardo Bezerra, presidente do Sindicato dos Pipeiros do Estado do Ceará (Sinpece), aponta que os pagamentos de serviços prestados no ano passado ainda não foram feitos. "É uma situação triste não só para os caminhoneiros, mas também para o tanto de gente no Interior que agora tem que comprar água em plena pandemia. E o pior, água cara e sem o controle de qualidade que a Operação Carro-Pipa exige", ressalta.

O POVO Online