Polícia Civil prende mulher que atuava ilegalmente como médica em Itatira

Polícia Civil prende mulher que atuava ilegalmente como médica em Itatira


A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) prendeu em flagrante nesta quarta-feira (10) Vanessa Maria Sampaio Goulart, de 50 anos. Ela é suspeita de atuar ilegalmente como médica sem o registro profissional. A captura aconteceu em um posto de pronto atendimento de urgência e emergência, no município de Itatira.

Vanessa estava atuando há cerca de dois dias na região e foi capturada no momento em que estava exercendo a função de médica e prescrevendo uma receita no posto. A falsa médica é reincidente no crime e já respondeu também por falsidade ideológica, no município de Pindoretama. Para se disfarçar, ela utilizava o cadastro de outra profissional da saúde, que é médica em São Paulo. Após a captura, Vanessa Sampaio foi conduzida à delegacia onde foi autuada em flagrante por falsidade ideológica, e por exercício ilegal da medicina.

“É uma prisão importantíssima, principalmente em relação ao que estamos vivenciando, no que se refere a pandemia. As pessoas chegam debilitadas nos postos de saúde, à procura de um médico qualificado e capacitado para tal função. Tirar ela de circulação é cuidar também de pessoas que estariam sendo enganadas e colocando em risco a sua saúde”, afirmou o delegado titular da Delegacia Regional de Canindé, Daniel Aragão.

A Polícia Civil chegou até Vanessa após receber denúncias de uma suspeita acerca dos documentos que a profissional apresentava no posto de saúde. Durante as diligências, ela afirmou que possui registro para atuar como médica que foi retirada do Paraguai. Porém, nas investigações ficou constatado que ela não possui o cadastro no Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará (CREMEC) e a mesma também não apresentou documentos que comprovem sua versão.