Quase mil pessoas esperam um leito para Covid-19 no Ceará

Quase mil pessoas esperam um leito para Covid-19 no Ceará


O Ceará tem nesta quinta-feira (25) 4.456 leitos exclusivos para Covid-19. O número, apesar de expressivo – sobretudo quando comparado aos indicadores anteriores à pandemia, quando apenas 4 cidades cearenses dispunham de leitos de UTI – ainda se revela insuficiente para contemplar a alta demanda de infecções.

Atualmente, conforme números da Secretaria da Saúde (Sesa) do Estado, 952 pessoas com suspeita ou confirmação da doença esperam por leitos. Deste total, 522 aguardam por Unidades de Terapias Intensivas (UTIs). 

Fortaleza lidera o ranking, com 249 infectados à espera de leitos. Em seguida estão Maracanaú (31); Sobral (55); Caucaia (49) e Maranguape (31). O número preocupa especialistas. Conforme o médico Francisco Mendonça Júnior, quanto maior for o tempo de espera do paciente, maiores serão as chances de agravamento do quadro clínico, podendo evoluir a óbito.

A médica Luana Barbosa explica que a resposta está no aumento em profusão dos casos que tem ocorrido em maior velocidade do que a capacidade de se abrir um leito, sobretudo os de UTI, que exigem equipamentos e insumos específicos, além de profissionais especializados.

Diário do Nordeste