Suspeitos fingem ser funcionários de bancos e aplicam golpes em idosos no Ceará

Suspeitos fingem ser funcionários de bancos e aplicam golpes em idosos no Ceará


A Polícia Civil do Ceará investiga ação de um grupo de suspeitos que utiliza ligações telefônicas para entrar em contato com idosos e fingem ser representantes de bancos para aplicar golpes no Ceará.

Márcio Borges, genro de uma idosa de 78 anos, que foi vítima dos golpistas, relatou que bandidos usaram até música da central telefônica do banco. Ele relata que a sogra conversou por alguns minutos com uma pessoa desconhecida, que fingiu ser funcionário do banco, onde ele possui conta. Márcio Borges afirmou que pediram dados pessoais dela e a idosa acabou repassando.

Começaram a pedir os dados dela. Pediram o número do cartão de crédito dela completo, senhas, que ninguém deve informar para terceiros principalmente em uma ligação telefônica. Ela confirmou a senha e passou todos os dados dela.

Por sorte, Márcio Borges conta que familiares chegaram até sua residência, minutos após a idosa receber a ligação. Ela contou a situação e Márcio Borges conseguiu bloquear o cartão e cancelar duas compras. Uma no valor de R$ 5 mil e outra de R$ 3,6 mil.

Segundo a polícia, após convencer a idosa a repassar todos os dados, o suspeito ainda afirmou que trabalhava em parceria com a Polícia Civil em uma investigação contra uma quadrilha que clonava cartões de créditos nos bairros Aldeota e Meireles. Antes de encerrar a ligação, o suspeito ainda disse que iria enviar um suposto policial civil para pegar o cartão de crédito junto com uma declaração onde a idosa afirmava que não havia utilizado o cartão. O homem foi até à residência da idosa e pegou o cartão de crédito. O suspeito ainda não foi identificado pela polícia.

A orientação da polícia é para que as pessoas se mantenham atentas em relação aos dados bancários e negociações dos idosos, desconfiando de qualquer ligação diferente relacionada a questões bancárias.

G1 CE