Tubarão morto em Cascavel virou comida para a comunidade local

Tubarão morto em Cascavel virou comida para a comunidade local


O tubarão que sofreu maus tratos e foi morto na Praia de Balbino, em Cascavel, no Litoral Leste do Ceará, acabou virando comida para as famílias da comunidade local. De acordo com Vladir Meireles, secretário de Agricultura, Meio Ambiente, Pesca e Defesa Civil de Cascavel, o animal foi doado pelos pescadores que o capturaram e resultou em 40 quilos de carne, distribuídos para 10 a 20 famílias.

Meireles afirma que a gestão municipal condenou os maus tratos sofridos pelo animal e disse que já realiza um trabalho de conscientização com os pescadores e a comunidade para a preservação de animais marinhos. Ele disse que a secretaria tem um número de telefone disponível para contato dos pescadores quando algum animal for encontrado. “Sempre tentamos manter esse diálogo, mas algumas pessoas não entendem”, lamentou.

Ele considerou que o fato de o tubarão estar atordoado, com os olhos queimados, fez com que ele se deslocasse até a costa — situação que não é comum, conforme o secretário. Após o ocorrido desse fim de semana, ele diz que conversou novamente com os pescadores e pondera que a conscientização é o único caminho para prevenir que casos assim voltem a acontecer.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) autuou seis pessoas por maus-tratos no caso de captura e morte do tubarão. De acordo com o órgão, nos vídeos divulgados pelas redes sociais foi feito um levantamento das pessoas envolvidas, foi oferecida uma denúncia contra elas e lavrado um auto de infração. O nome das pessoas autuadas não foi divulgado. A Polícia Civil também investiga o caso.

O POVO Online