Violência contra a mulher: 27 pessoas são presas em operação nesta segunda-feira no Ceará

Violência contra a mulher: 27 pessoas são presas em operação nesta segunda-feira no Ceará


A Operação Resguardo, que teve como alvo principal pessoas que praticam violência contra a mulher, prendeu, somente nesta segunda-feira, 8, um total de 27 pessoas no Ceará. A ação ocorre em todo o País desde o dia 1º de janeiro, e visa combater crimes contra a mulher em todo o País.

No Estado, desde o início do ano, foram 1.708 denúncias checadas e apuradas, 1.072 procedimentos policiais instaurados, entre inquéritos, flagrantes, Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) e Boletins de Ocorrência. Um total de 4.475 mulheres foram atendidas e 230 prisões foram efetuadas no Ceará.

As prisões ocorreram por crimes de violência contra a mulher, desde violência doméstica, feminicídio, estupro, entre outros, desde o dia 1º de janeiro até esta segunda-feira, 8. As detenções desta segunda foram em Fortaleza e Região Metropolitana e na Região do Cariri. No total, 159 policiais civis, em 22 viaturas, participaram da ofensiva que no Ceará é coordenada pelo Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis da Polícia Civil e realizada pelas Delegacias de Defesa da Mulher.

“Hoje é o coroamento dessa operação. Ficamos muito satisfeitos com o engajamento do Departamento de Polícia Judiciária de Proteção aos Grupos Vulneráveis e de toda a Polícia Civil do Estado do Ceará, que se envolveu nesse propósito de tirar de circulação e defender as mulheres, ainda mais nesse período de isolamento”, informa Marcus Rattacaso, delegado geral da Polícia Civil.

Nacionalmente, a Operação Resguardo apurou mais de 45 mil denúncias, realizou 68,3 mil diligências e instaurou 55,9 mil procedimentos policiais. Ao todo, foram 159.277 vítimas atendidas e 51.382 medidas protetivas solicitadas no período de 1º de janeiro a esta segunda-feira, 8. Além das prisões, foram apreendidas 1.172 armas de fogo no País, sendo 34 no Ceará.