Adolescente põe fogo na própria casa após mãe não deixá-lo jogar no celular

Adolescente põe fogo na própria casa após mãe não deixá-lo jogar no celular


Um adolescente de 13 anos incendiou a própria casa no município de Goianésia, na região central do estado de Goiás, porque a mãe não permitiu que ele jogasse no celular, de acordo com a Polícia Militar. Quando a equipe chegou ao local, o menino ainda tentou tomar a arma de um policial e precisou ser contido à força. As informações são do portal Metrópoles.

O caso ocorreu no último domingo, 4, e terminou com a sala da casa destruída pelas chamas. O fogo destruiu alguns móveis, como o sofá, e chegou a queimar parte do forro até ser contido pelo Corpo de Bombeiros, que impediu que o incêndio consumisse outras partes da moradia.

Conforme relato da mãe, ela havia se negado a emprestar o celular para o garoto de jogar, no que o adolescente, munido de fósforos e álcool, pôs fogo no compartimento. No boletim de ocorrência, os militares relataram que durante todo o episódio o adolescente apresentou um comportamento agressivo. Ele teria dado socos e chutes nos policiais, que terminaram por algemar o jovem.

Em entrevista ao portal Metrópoles, a delegada de Polícia Civil Ana Carolina Pedrotti contou que a mãe do menino, apesar de ter relatado outras ocasiões em que ele apresentou comportamento agressivo, atribuiu a situação a “revoltas normais da idade”.

“Ela fala que ele é adolescente normal, mas há um ou dois meses tem ficado agressivo por causa do uso excessivo do celular”, disse a delegada. Conforme Pedrotii, o adolescente deve responder por ato infracional análogo ao crime de incêndio.

O POVO Online