Conhecido remédio para rinite passa a compor a artilharia contra a Covid

Conhecido remédio para rinite passa a compor a artilharia contra a Covid


A Budesonida, um medicamento para asma amplamente utilizado e de baixo preço, entra no rol dos remédios de combate à Covid. Estudo da Universidade de Oxford concluiu que o tratamento com a conhecida droga para rinite acelera a recuperação de pacientes na fase inicial da doença. Portanto, no Brasil, tende a compor o conjunto de medicamentos do chamado tratamento precoce.

O estudo concluiu que a budesonida, administrada por inalador, reduz em três dias o tempo que os pacientes de alto risco levam para se sentirem melhor. Também reduziu as chances de recaída após uma recuperação inicial. A Astra/Zeneca foi parceira da Oxford na pesquisa.

De acordo com a BBC, o Serviço Nacional de Saúde britânico pode começar, a partir desta segunda-feira, a prescrever o medicamento a certos casos de covid-19. A budesonida, usada no tratamento de asma, rinite não infecciosa e pólipos nasais, atua nos pulmões, onde o coronavírus pode causar danos severos, e pode acelerar a recuperação de infectados, em casa.

Os investigadores da Universidade de Oxford garantem que duas inalações de budesonida, duas vezes ao dia, aceleram o tratamento da covid-19 em doentes com mais de 50 anos e sintomas leves da doença.

O diretor do sistema de saúde britânico (NHS), Stephen Powis, admite que os profissionais de saúde possam agora começar a prescrever a budesonida inalada “quando houver um benefício médico para os pacientes após uma conversa de decisão compartilhada”.

Focus.jor