Decisões sobre reabertura de serviços não essenciais no Ceará vão ser tomadas a cada semana

Decisões sobre reabertura de serviços não essenciais no Ceará vão ser tomadas a cada semana


O secretário executivo de Planejamento e Gestão do Ceará, Flávio Ataliba, explicou sobre as decisões do novo decreto de reabertura gradual da economia, que começou nesta segunda-feira (12). Nesta etapa, o Comitê de Enfrentamento à Pandemia definirá semanalmente os próximos passos da reabertura, diferente do que acontecia ano passado, quando as decisões eram tomadas a cada 14 dias.

Nesta segunda-feira (12), passou a valer o novo decreto estadual autorizando a reabertura gradual de atividades econômicas consideradas não essenciais. Com isto, o chefe da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) elucidou dúvidas sobre alguns pontos.

Flávio Ataliba coordena o grupo que define a retoma gradual das atividades econômicas e explicou que a reabertura só está sendo possível diante de um cenário epidemiológico de estabilização após cerca de um mês de isolamento social rígido.

Contudo, ele destaca que é preciso manter os cuidados para que não haja retrocessos. “No decreto está escrito que, a qualquer momento, se as autoridades de saúde identificarem uma piora naqueles números considerados essenciais no monitoramento da pandemia, as atividades podem ser fechadas. Por isso, é fundamental o apoio da população. Se a gente quer que a economia volte a funcionar, nós precisamos da colaboração de todos”, enfatizou.

G1 CE