Justiça Eleitoral determina cassação do prefeito de Croatá, Ronilson Oliveira, por abuso de poder

Justiça Eleitoral determina cassação do prefeito de Croatá, Ronilson Oliveira, por abuso de poder


A cidade serrana de Croatá está caminhando, mais uma vez (assim como aconteceu em 2018), para ter eleições municipais suplementares para Prefeito. A Juíza da 74ª Zona Eleitoral (Guaraciaba do Norte), Juliana Bragança Fernandes Lopes, proferiu ontem (16/04) duas sentenças condenatórias em desfavor do atual prefeito de Croatá, Ronilson Oliveira (MDB) e seu vice, Marcio Onofre.

Com a decisão, o prefeito pode recorrer ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) para que através de um habeas corpus venha a se manter temporariamente no cargo, enquanto o colegiado do Tribunal julga a possível apelação dos sentenciados sobre as duas denúncias para determinar, ou não determinar, a realização de novas eleições.  

Nas duas sentenças ajuizadas na 1ª Instância da Justiça Eleitoral, após denúncias feitas pelo Ministério Público de Croatá, Ronilson e seu companheiro de chapa nas eleições do ano passado, promoveram o abuso de poder econômico. Em um desses processos, foi acrescido o uso indevido de meio de comunicação social.

Blog do Kleber Teixeira