Motorista de aplicativo é ameaçado com arma de fogo na cabeça e tem carro roubado em bairro cearense

Motorista de aplicativo é ameaçado com arma de fogo na cabeça e tem carro roubado em bairro cearense


Um motorista de aplicativo teve o carro roubado, na noite da última quinta-feira (15), no Pici, em Fortaleza. Na ocasião, dois homens o renderam, colocaram uma arma de fogo na cabeça dele e levaram o veículo e pertences da vítima. Logo após, um dos suspeitos foi preso no mesmo bairro onde o crime aconteceu.

Um trabalhador, que terá sua identidade preservada, informou que estava passando pela Rua Santo Amaro quando decidiu parar em um estabelecimento comercial. Quando estacionou, foi surpreendido por dois homens. Um deles apontou uma arma de fogo para a cabeça do profissional, especificamente no rosto, e mandou o motorista de aplicativo descer do carro.

‘Não tive reação’
De acordo com o trabalhador, a dupla lhe perguntou se o veículo tinha equipamento de rastreio ou bloqueio, e ele, "por questão de segurança", informou que não.

Em seguida, os dois homens fugiram com o carro, levando ainda o aparelho celular e os documentos do profissional e do pai dele, que estavam no veículo.

"Nunca tinha passado por isso [ter o carro roubado], e espero nunca mais passar. [Na hora do crime] Pensei na minha vida, para me proteger. Não tive reação, não pensei em fazer nada do tipo. Apenas entreguei o que eles pediram e me retirei do local", explicou o motorista de aplicativo.

Prisão
Logo após o fato, agentes do 18º Batalhão localizaram o veículo na Rua Capiaba, também no Pici. Um dos suspeitos, que não teve nome e idade revelados pela Polícia Militar, foi preso, na Rua Estrela do Norte, no mesmo bairro.

Também na ofensiva, o homem, que estava usando uma tornozeleira eletrônica, tentou pular para uma residência, explicou a instituição. O carro foi levado para o 10º Distrito Policial (DP), no bairro Antônio Bezerra. Os policiais militares agora buscam encontrar o segundo suspeito.

Diário do Nordeste