Nove idosos centenários foram vacinados contra a Covid-19 em Santa Quitéria

Nove idosos centenários foram vacinados contra a Covid-19 em Santa Quitéria


O último vacinômetro divulgado pela Secretaria de Saúde de Santa Quitéria, na sexta passada (16), aponta que 5.433 quiterienses receberam, pelo menos, a primeira dose de vacina contra a Covid-19, seja Coronavac ou Oxford-AstraZeneca. De um total de 9.865 imunizantes enviados para o município, 7.167 já foram aplicados nos profissionais de saúde e segurança e idosos acima de 65 anos.

A Voz de Santa Quitéria teve acesso a mais de 5 mil registros de vacinação da cidade informados ao Ministério da Saúde, sem identificação do cidadão (anonimizados) e que constam na Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS), desde o início da campanha. No documento do MS, constam informações como data de nascimento, local de vacinação e grupo prioritário a que o paciente pertence.

Entre os registros de Santa Quitéria, constam nove idosos centenários que receberam a primeira dose. A maior idade é de dona Maria Rodrigues de Sousa (Maria Guerreira), aos 109 anos, que reside no distrito de Macaraú.

  • Idosa de 100 anos, vacinada na ESF Teozeta Parente (Trapiá), com Oxford/Astrazeneca, em 08 de março;
  • Idoso de 101 anos, vacinado no ESF Antonio Sobrinho (Lisieux), com Oxford/Astrazeneca, em 04 de fevereiro;
  • Idosa de 102 anos, vacinada na ESF Francisca Raimunda (Riacho das Pedras), com Coronavac, em 09 de abril;
  • Idosa de 106 anos, vacinada na ESF Francisco de Assis Parente (Boa Vida), com Oxford/Astrazeneca, em 01 de fevereiro;
  • Idoso de 102 anos, vacinado na ESF Francisca Raimunda (Riacho das Pedras), com Coronavac, em 09 de abril;
  • Idosa de 109 anos, vacinada na ESF Teozeta Parente (Trapiá), com Oxford/Astrazeneca, em 02 de fevereiro;
  • Idoso de 105 anos, vacinado na ESF Fernando Flek (Valparaíso), com Oxford/Astrazeneca, em 02 de março;
  • Idosa de 101 anos, vacinada na ESF Francisco de Assis Parente (Boa Vida), com Oxford/Astrazeneca, em 01 de fevereiro;
  • Idosa de 106 anos, vacinada na ESF Abdel Kardec (Pereiros), com Coronavac, em 01 de março

Há, no entanto, uma inconsistência: uma idosa de 121 anos, que teria sido vacinada na ESF Teozeta Parente (Trapiá), tendo recebido duas doses da Coronavac. Pelo menos outros 308 casos semelhantes aconteceram no Ceará com a mesma idade e data de nascimento.

O caso é tratado como “erros de registro”, para a Secretaria de Saúde do Estado. “Se você insere uma data errada na hora da vacinação, acontece esse erro. Geralmente, essas pessoas estão no grupo de profissionais da saúde. Num banco de dados tão grande, com milhões de registros, é normal que isso aconteça, mas é importante corrigir”, pontua Magda Almeida, secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa.