Pânico e guerra em Tamboril: em três dias, três pessoas executadas na calada da madrugada

Pânico e guerra em Tamboril: em três dias, três pessoas executadas na calada da madrugada


Moradores de Tamboril estão apavorados e em pânico com o cenário de guerra instalado na cidade a cerca de três semanas. A disputa por territórios do crime, na sede e na zona rural, tem deixado um enorme rastro de violência. Em apenas três dias, três homens foram executados por homens fortemente armados e agindo com os mesmos modus operandis, além de registros recentes de sequestro, tentativa de homicídio, casas metralhadas e roubo a veículo.

Nas primeiras horas de hoje (24), Luiz Alves Martins Filho, 28, foi morto dentro de casa no bairro Campo São Cristóvão. Homens se passando por policiais chegaram, arrombaram a casa e dentro de uma casa, o assassinaram com vários tiros. Ex-presidiário, a vítima teve passagens por tráfico de drogas em novembro de 2019.

Na quinta e sexta, respectivamente, Jean Melo de Barros, 18, na Vila São Pedro e Carlos Henrique da Silva Camelo, 30, no distrito de Açudinho. Neste último, de maneira mais torpe, a vítima foi posta em uma cadeira na cozinha, na frente da esposa e dos filhos, e foi morto com disparos de pistola e arma calibre 12.

A cidade está sem delegado de Polícia Civil, desde a saída de Luiz Arthur, que foi transferido para a região Metropolitana de Fortaleza. Raio, Força Tática e Ciopaer estão fazendo rondas nas últimas horas afim de tentar inibir a ação dos criminosos.