Forças de segurança seguem na caçada ao acusado de matar escrivão da Policia Civil

Forças de segurança seguem na caçada ao acusado de matar escrivão da Policia Civil


Após 24h do fato, as forças de segurança de Tauá e região continuam as buscas para tentar localizar o acusado de matar o escrivão da Policia Civil Aluizio Amorim. As Policias Civil e Militar, com apoio da Guarda Civil Municipal, Pro Cidadania, fazem buscas incessantes na cidade e no interior, mas até o momento sem sucesso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Várias informações chegaram até a delegacia, foram verificadas, sem confirmação do paradeiro do acusado, Antônio Josivan Lopes. Após atirar na cabeça do escrivão nas dependências da delegacia, ele fugiu a pé, algemado e com a arma do policial na mão, uma pistola. Filmagens de estabelecimentos comerciais mostraram que Josivan passou correndo bem no centro comercial da cidade e em seguida tomou rumo ignorado.


O delegado Geral da Policia Civil, Sergio Pereira, se encontra em Tauá desde sexta-feira (30) e acompanha diretamente às buscas, que contam com o reforço de vários policiais e com uma aeronave da Ciopaer. 

A policia reforça o pedido para que a população colabore com informações para que se possa chegar ao autor do crime. As informações podem ser enviadas para o disque-denúncia 98134-6884, como também para outros contatos dos órgãos de segurança. O corpo do escrivão Aluizio foi sepultado na tarde dessa sexta-feira, no cemitério da localidade de Massapê, em Tauá.

Blog do Edy