Funcionária teria furtado mais de R$ 10 mil para abrir própria loja

Funcionária teria furtado mais de R$ 10 mil para abrir própria loja


A empresária campomaiorense Lindemylla Frota, proprietária de uma loja de cosméticos, denunciou por meio de suas redes sociais que uma ex-funcionária do seu estabelecimento teria realizado um furto de mais de 10 mil reais, entre mercadorias e dinheiro. Segundo ela, a jovem de 17 anos, que para ser contratada teria fingido ser maior de idade, fazia a retirada de produtos e não registrava as vendas para poder desviar o dinheiro.

Após ser descoberta, a moça chegou a confessar o crime, como prova essas mensagens trocadas, onde ela afirma estar envergonhada e que iria ressarcir o prejuízo. Tentativas de negociação foram feitas, porém todas foram sem êxito.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em entrevista exclusiva para a Rede Meio Norte, Lindemylla relata que dias depois, para sua surpresa, lhe chegou a notícia que a ex-funcionária estava montando uma loja pela internet para vender os produtos que seriam oriundos do furto e que já planejava alugar um ponto comercial.

Após reunir todas as provas, inclusive imagens das câmeras de segurança, a empresária registrou a ocorrência na Delegacia Regional de Campo Maior. Nós procuramos a jovem acusada entrando em contato pela conta do instagram da sua loja virtual, mas não obtivemos retorno até a conclusão desta reportagem. Emocionada, Lindemylla fala que por conta do prejuízo chegou a falir, e que agora vai começar o seu empreendimento do zero.

Meio Norte