Governadores de 18 estados acionam STF contra convocações pela CPI da Covid

Governadores de 18 estados acionam STF contra convocações pela CPI da Covid


Os governadores de 17 estados acionaram, nesta sexta-feira (28), o Supremo Tribunal Federal (STF) contra a convocação de nove gestores, aprovada na última quarta (26) pela CPI da Covid-19. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT) não faz parte da lista dos chefes dos executivos que entraram com a ação no STF.

Assinam a ação os governadores do Distrito Federal, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A convocação de governadores é defendida pelos senadores da CPI aliados do Palácio do Planalto. Eles alegam que a comissão deve investigar supostos casos de corrupção nos estados envolvendo recursos para combate à pandemia.

Lista dos governadores já convocados:
Wilson Lima (Amazonas); Ibaneis Rocha (Distrito Federal); Waldez Góes (Amapá); Helder Barbalho (Pará); Marcos Rocha (Rondônia); Antônio Denarium (Roraima); Carlos Moisés (Santa Catarina); Mauro Carlesse (Tocantins) e Wellington Dias (Piauí).

Também foram chamados a vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr e o ex-governador Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, que sofreu impeachment neste ano.

Ceará Agora