Pedagoga se vacina com fantasia de jacaré no Ceará: "O motivo é o que todos nós sabemos"

Pedagoga se vacina com fantasia de jacaré no Ceará: "O motivo é o que todos nós sabemos"


A pedagoga Leila Fernandes, chamou a atenção da equipe de vacinação no Cuca José Walter, no último sábado, 1º, ao chegar fantasiada de Jacaré para tomar a primeira dose do imunizante. O motivo, ela ironiza, "é o que todos já sabem, né? Uma pessoa do poder fala asneiras e eu tomei essa piada pra fazer dela um dia especial e marcante pra mim." Aos 60 anos, Leila costurou a própria roupa pra usar nessa data.

O protesto, por meio da fantasia, foi uma ironia com a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a vacina Pfizer "A partir do momento que eu vi aquela criatura falando tamanha bobagem eu fiquei com aquilo, marcou um sentimento muito ruim, triste, né? Mas aí pensei: "Pronto! Já sei como é que eu vou me vacinar."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leila era dona de uma escola de ensino infantil. Por isso, tinha sobras de tecidos que eram usados em atividades na sala de aula, e assim foi montando a fantasia. "Ali é um pedaço de um vestido, embaixo é uma calça, fui agregando, coloquei rabo, mangas e cabeça. Mas é engraçado porque, por exemplo, faltava o pedaço da boca e eu encontrava um restinho de espuma que dava certinho", conta Leila sobre a confecção da fantasia.

A fantasia ficou pronta em dois dias, bem em tempo da ocasião especial para usar o traje. O hábito de costurar foi um dos hobbies que Leila começou devido ao isolamento durante a pandemia. Antes de costurar a fantasia, no começo da pandemia, ela já havia costurado máscaras para doações com os retalhos que tinha em casa e que recebia das amigas. Foram cerca de 500 máscaras produzidas por ela e doadas. No Twitter, o filho dela, Hugo Fernandes, narrou a história com humor.

Leila parabenizou a equipe de vacinação que a recebeu no Cuca pelo profissionalismo e simpatia "Fui recebida com salva de palmas pela equipe. Teve até uma disputa pra quem ia me vacinar", relembra. Para ela, a recepção da equipe foi uma surpresa: "eE não esperava! Fiquei muito feliz eu não sabia que ia causar tanto impacto", conta.

O Povo