Prouni: inscrições para bolsas remanescentes devem ser feitas entre hoje e amanhã (03 e 04)

Prouni: inscrições para bolsas remanescentes devem ser feitas entre hoje e amanhã (03 e 04)


O estudante que não foi selecionado na chamada regular do Prouni poderá tentar uma vaga por meio das bolsas remanescentes, cujas inscrições ficam abertas até esta terça-feira (4). Nesta edição, o processo seletivo ocorrerá com uma novidade.

As inscrições para o Prouni poderão ser feitas, exclusivamente, na página do Prouni. O resultado será divulgado na sexta-feira (07). A seleção é para ocupar vagas que não foram preenchidas no processo regular do programa – duas chamadas e lista de espera do programa. Elas são liberadas por conta da desistência dos candidatos pré-selecionados ou falta de documentação, por exemplo.

O Ministério da Educação (MEC) ainda não divulgou a quantidade de vagas remanescentes. Neste semestre, o Prouni ofereceu, no total, mais de 162 mil bolsas de estudo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na edição deste ano, o processo seletivo para as vagas remanescentes ocorrerá com uma novidade quanto a classificação dos candidatos. Ela se dará por ordem de melhor desempenho obtido no Enem, considerando qualquer das edições do exame ocorridas nos últimos dez anos. Antes valia somente a prova mais recente do exame.

Outra novidade é que aqueles candidatos que fizeram o Enem 2020 e não puderam se inscrever no processo seletivo regular, já que houve o adiamento da aplicação das provas do Enem do ano passado, em razão da pandemia de covid-19, também poderão se inscrever nas vagas remanescentes.

Prouni é um programa do governo federal que oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições particulares de educação superior. Além de ter feito o Enem, o candidato não pode ter renda familiar maior que três salários mínimos e não pode ter diploma de ensino superior. Além disso, é preciso se encaixar em uma das seguintes situações: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou; ter cursado o ensino médio em escola da rede privada, desde que na condição de bolsista integral da instituição.

Agência Educa Mais Brasil