Quatro cidades do interior do Ceará decretam isolamento social rígido para combater a propagação da Covid-19

Quatro cidades do interior do Ceará decretam isolamento social rígido para combater a propagação da Covid-19


As cidades de Barbalha, Jardim, Farias Brito e Iguatu, no interior do Ceará, decretaram isolamento social rígido como medida de enfrentamento à pandemia da Covid-19. Em Barbalha, Farias Brito e Iguatu as medidas valem a partir desta quarta-feira (12). Já em Jardim, o isolamento está em vigor desde a última sexta-feira (7). Durante esse período, a circulação de pessoas fica restrita nos espaços públicos e privados, e apenas atividades consideradas essenciais não terão o funcionamento alterado nesses municípios.

Em Farias Brito foi determinado toque de recolher, ficando proibida a circulação de pessoas de segunda a sexta-feira, das 20h às 5h, e aos sábados e domingos, das 19h às 5h. Essas quatro cidades estão na contramão da reabertura econômica promovida pelo Ceará a partir do dia 12 de abril, que permitiu o retorno do funcionamento presencial, em horário reduzido, dos setores de comércio, alimentação fora do lar e atividades religiosas. O decreto mais recente, anunciado pelo governador Camilo Santana na última sexta-feira (7), manteve o decreto que já estava em vigor e não avançou a reabertura econômica em outros setores.

Na cidade de Barbalha, apenas serviços considerados essenciais estão autorizados a funcionar, no horário de 6h às 20h, como farmácias, supermercados e postos de combustíveis. O decreto tem vigência até o dia 23 de maio. Conforme Ícaro Monteiro, procurador do município, a medida foi tomada devido ao alto índice de da Covid-19 na cidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Barbalha passa por dificuldades no atendimento devido à grande quantidade de pacientes com o novo coronavírus, inclusive, o Hospital São Vicente de Paulo corre o risco sem leitos de enfermaria para pacientes com Covid-19. Isso porque a prefeitura do município possui um convênio com a unidade e segundo a atual gestão faltam recursos financeiros para manter a parceria. O procurador afirma que o secretário de saúde da cidade está em Brasília em busca de recursos para que esse convênio seja renovado.

Em Farias Brito, a medida vale até o dia 19 de maio. Entre as determinações do decreto, está o toque de recolher, ficando proibida a circulação de pessoas em espaços públicos de segunda a sexta-feira, das 20h às 5h, e aos sábados e domingos, das 19h às 5h. O horário de funcionamento das atividades comerciais não essenciais em Farias Brito foi reduzido e passa a funcionar das 7h às 13h, depois desse horário essas atividades ficam permitidas somente por delivery. Prestadores de serviço de salão de beleza e estética estão autorizados a funcionar de 10h às 16h.

Fica suspenso na cidade o funcionamento de bares, estabelecimentos privados que ofereçam banhos públicos, como os localizados próximos a rios e açudes, atividades presenciais em estabelecimentos de ensino público e privado, festas, atividades físicas coletivas em espaços públicos e privados, comercialização de bebida alcoólica, entre outras medidas.

Na cidade de Iguatu o isolamento social rígido fica em vigor até o dia 16 de maio, conforme o atual decreto. Durante o período, os comércios de rua e serviços, inclusive escritórios em geral, funcionarão de 7h às 13h, com limitação de 40% da capacidade de atendimento simultâneo de clientes. Fica suspenso o funcionamento dos estabelecimentos de ensino ou quaisquer outros ambientes educacionais, públicos ou privados, para a prática de atividades presenciais. Porém, permanecem liberadas as aulas práticas em cursos de nível superior da área da saúde. Em Jardim, a 85 quilômetros de distância de Fortaleza, o isolamento social rígido também fica em vigor até o dia 16 de maio. A cidade está em isolamento desde a última sexta-feira (7).

G1 CE