Vacina contra gripe: 70% do público-alvo da primeira fase foi imunizado e começa 2ª etapa em Santa Quitéria

Vacina contra gripe: 70% do público-alvo da primeira fase foi imunizado e começa 2ª etapa em Santa Quitéria


Santa Quitéria iniciou nesta semana, a segunda fase da 23ª campanha nacional de vacinação contra a influenza. O público alvo dessa fase são idosos e professores dos ensinos básico e superior, tanto de redes públicas como privadas. A vacinação ocorre nos postos de saúde em cada bairro e segue até o dia 9 de julho. 

De acordo com Emanuela Barbosa, coordenadora da vigilância epidemiológica, houve inúmeras buscas de pessoas aos serviços de saúde com sintomas da gripe. A recomendação é orientar aos públicos prioritários da vacinação contra influenza que estão sentindo sintomas, a realizarem o teste da Covid-19 e só após o resultado negativo, tomar a vacina contra influenza. 

Quem se vacinou contra a Covid pode se vacinar contra a gripe?
Emanuela reforça que é necessário uma conscientização da população a respeito da multivacinação – ato de tomar diversas vacinas em um curto período de tempo – e relembra que não é saudável receber todas as doses ao mesmo tempo. Portanto, a Coordenadora orienta que quem tomou a vacina contra a Covid-19 deve esperar 14 dias para se imunizar contra a gripe.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1ª fase da campanha
Na primeira fase da campanha de vacinação, Santa Quitéria alcançou 70% de todo o público alvo. A campanha priorizou crianças a partir de seis meses e menores de seis anos, além de gestantes, puérperas e trabalhadores da saúde. Quem faz parte do primeiro grupo da campanha e ainda não foi imunizado, pode procurar uma das unidades para receber a vacina, reforça a Coordenadora. 

2ª fase da vacinação
Na segunda fase, que já está ocorrendo no município, serão vacinados:
  • Professores de escolas públicas
  • Professores de escolas privadas
  • Idosos com 60 anos ou mais

3ª fase da vacinação
A última etapa ocorre entre os dias 9 de junho e 9 de julho. Serão vacinadas:
  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
  • Pessoas com deficiência permanente
  • Forças de segurança e salvamento
  • Forças armadas
  • Caminhoneiros
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso
  • Trabalhadores portuários
  • Funcionários do sistema prisional
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade
Emanuela ainda afirma que após a imunização completa das três fases prioritárias, caso haja um residual de vacina em estoque, a vacinação será aberta a população que possuir interesse em tomar o imunizante contra a influenza. “Nosso objetivo não é estocar vacina, é imunizar a população”, deixou claro. 

Importância da vacinação
O imunizante protege contra o influenza A H1N1, A H3N2 e B. A vacinação garante proteção contra infecções respiratórias, justamente em um momento no qual há alto número de casos de Covid-19. Por isso, a campanha pretende imunizar populações vulneráveis, que tenham risco de desenvolver formas graves da gripe e reduzir o impacto das complicações respiratórias. Com mais uma forma de proteção, é possível aliviar a sobrecarga no sistema de saúde durante a pandemia.