Cidade cearense adota vacinação por ordem de chegada e tem fila de 'dobrar quarteirão'

Cidade cearense adota vacinação por ordem de chegada e tem fila de 'dobrar quarteirão'


A cidade de Cascavel, na Grande Fortaleza, tem extensa fila com aglomeração e desrespeito às medidas de prevenção contra Covid-19 na vacinação por ordem de chegada na manhã deste sábado (12). Em entrevista à TV Verdes Mares, a secretária da Saúde de Cascavel, Margareth Teles, disse que, apesar da distribuição de senhas, todas as pessoas que estão nos pontos de vacinação estão cadastradas na plataforma Saúde Digital. Ela disse ainda que a quantidade de doses que o município recebeu foi destinada às pessoas que já tinham feito cadastro para vacinação até o dia 7 de junho.

A vacinação de pessoas por faixa etária ocorre na Escola Júlia de Melo, com distribuição de senhas, conforme anunciou a prefeitura em postagem nas redes sociais. A cidade está vacinando profissionais da educação e o público em geral.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"O próprio sistema não nos permite tirar por data. Então, inviabilizou para que nós convoquemos, nominalmente, seguindo uma sequência lógica de agendamentos por data. Nós trabalhamos a população, divulgamos pontos de vacinação, que não é só esse. Dividimos as faixas etárias, também as categorias, nós estamos com profissionais da educação em outro local, outra categoria de faixa etária em outro local, em um posto de saúde. E aqui nós temos em torno de mil e duzentas vacinas para esse público, e assim nós fizemos", disse a secretária.

A fila registrada nas imediações da escola é tão grande que avança por outras ruas, sem o distanciamento necessário entre as pessoas. "Chegamos 6h30 e era uma fila enorme e mal organizada. Aí o pessoal da prefeitura chegou e começou a entregar as fichas, mas ainda tem muita gente", disse um morador que está na fila da vacinação e conversou com o G1, mas prefere não se identificar.

Primeiros da fila viraram a noite no local
A doméstica Vanda Maria do Nascimento Lima, 51 anos, chegou ao local por volta das 7h para garantir a senha e conseguir ser vacinada. Mas segundo ela, alguns colegas que estavam na fila, os primeiros a chegarem no local, viraram a noite para garantir a imunização.

"Eu não desisti. Eu fiquei e consegui a minha senha. Muita gente me encontrou no meio do caminho e disse que eu voltasse, e eu não desisti. Teve gente que dormiu aqui. As primeiras pessoas chegaram ontem, às 21h para conseguir uma senha. Eu fiz o cadastro, que é obrigatório, consegui a senha e agora vou tomar minha vacina."

G1 CE