Família denuncia que adolescente foi espancado por PMs no interior do Ceará

Família denuncia que adolescente foi espancado por PMs no interior do Ceará


A família de um adolescente de 17 anos do município de Iguatu, no Interior do Ceará, denuncia que o jovem foi espancado por policiais militares durante uma abordagem, na madrugada do domingo (13). A Polícia afirma que o adolescente se acidentou enquanto fugia. Familiares e moradores da região onde o caso aconteceu realizaram uma manifestação na segunda-feira (14) pedindo justiça. A avenida João Vicente Alves foi bloqueada com pneus queimados. 

Conforme a irmã da vítima, que não será identificada, o adolescente estava com amigos na travessa 9 de Novembro, no bairro João Paulo II, quando uma equipe da Polícia composta por quatro PMs chegou ao local. Ainda segundo a irmã, os amigos do jovem foram liberados e ele foi levado para um matagal, onde as agressões começaram. "Bateram muito nele, e só pararam porque a população no local falou que iria denunciar", disse ela. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Imagens cedidas pela família mostram o adolescente com um grande corte na cabeça, além de ferimentos no olho e no nariz. Ele recebeu os primeiros socorros ainda na cidade de Iguatu, mas foi transferido para o Hospital Santo Antônio, em Barbalha, com quadro de traumatismo craniano. O jovem estava em cirurgia na noite desta terça-feira (15). 

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou, em nota, que o caso está sendo investigado pela Delegacia Regional de Iguatu. A pasta diz que militares do 10º Batalhão da Polícia Militar de Iguatu "foram acionados para averiguar uma ocorrência em uma festa clandestina com som alto". No local, segundo os PMs, eles teriam se deparado "com indivíduos que empreenderam fuga em direção a um terreno baldio". Foi neste momento, ainda conforme a SSPDS, que "o adolescente teria se acidentado".

Diário do Nordeste