Fraudes com cartões de crédito aumentam em Tamboril e vítimas relatam prejuízos de até R$ 10 mil reais

Fraudes com cartões de crédito aumentam em Tamboril e vítimas relatam prejuízos de até R$ 10 mil reais


O aumento de fraudes envolvendo compras e saques em cartões de crédito e débito aumentou muito desde o início desse em Tamboril. Os registros de Boletins de Ocorrência na delegacia municipal denunciando essa pratica quase que triplicou se comparado com o ano passado. Os números não só impressionam como também fazem um alerta: Pessoas que residem na sede e zona rural foram alvos desse tipo de fraude e amargaram grandes prejuízos.

É o caso de uma comerciante que percebeu compras no cartão que chegam a quase 10 mil reais. Segundo ela, as compras aconteceram principalmente na capital Fortaleza. “Eu desconfiei porque vinha cobrando viagens de uber, pedidos de comidas no Ifood e eu achei estranho, mas como eram compras de pequeno valor pensei que fosse erro do cartão e entrei em contato com o serviço de atendimento ao clientes, disse que as compras não eram minhas e eles abriram um chamado para averiguar” conta ela.

Mas o pior estava por vim. No mês seguinte, ela foi surpreendida com compras de TV, eletrodomésticos e vários outros produtos. O valor chegou a quase R$ 10 mil reais. “Quando eu abri a fatura, quase caio da cadeira” a empresária conta que registrou boletim de ocorrência e pediu o bloqueio do cartão e já tomou as medidas legais para solucionar o caso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As fraudes não dispensaram nem mesmo quem mora no interior. É o caso de um homem que reside com a família em uma localidade da zona rural do município. Em maio ele veio à delegacia de Tamboril para registrar Boletim de Ocorrência depois de descobrir compras que ultrapassam os R$ 4 mil reais no seu cartão de crédito. Segundo a vítima ele relata que desde a pandemia não saiu do município.

Nem mesmo quem foi beneficiado com o Auxílio Emergencial escapou das fraudes. Pessoas relataram que após a confirmação da aprovação para recebimento do benefício foi uma alegria e no dia do saque, uma tristeza. É que o valor que deveria está disponível para saque teria sido sacado por outra pessoa.

Segundo Inspetor Marcelo da Polícia Civil, o banco é responsável pela segurança dos dados do cartão de seus clientes e quando ocorrem compras que não são efetuadas pelo titular do cartão, cabe à instituição bancária ressarcir o cliente do prejuízo. Ele lembra que é sempre bom as pessoas adotaram medidas de segurança em relação a cartões bancários, muitas vezes o fraude acontece onde mesmo se espera.

Reclamações relativas a cobranças ou saques não reconhecidos mais do que dobraram por conta da Pandemia e do aumento das compras online. Os registros saltaram de 1.154 para 2.445, uma alta de 111,8%, segundo dados do Consumidor.gov, portal de intermediação de conflitos da Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Blog do Manuel Sales