Jovem grávida morre baleada após operação da Polícia Militar

Jovem grávida morre baleada após operação da Polícia Militar


Uma ação da Polícia Militar na comunidade do Lins, na Zona Norte do Rio, terminou com a morte da designer de interiores Kathlen Romeu, de 24 anos, nesta terça-feira (8). Segundo moradores, ela foi vítima de uma bala perdida durante o confronto entre criminosos e policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Lins. Kathlen estava grávida de quatro meses.

Em nota, a Polícia Militar informou que os agentes foram atacados a tiros por criminosos na localidade conhecida como “Beco da 14”, dando início a um confronto. Segundo a polícia, Kathlen foi encontrada ferida após a troca de tiros. Ela ainda chegou a ser levada para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agentes fizeram buscas na região e apreenderam um carregador de fuzil, munições de calibre 9mm e drogas. A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) investiga a morte de Kathlen. Segundo a polícia, testemunhas serão ouvidas e diligências realizadas para esclarecer todos os fatos e identificar de onde partiu o tiro que atingiu a jovem.

Após a morte da jovem, moradores fizeram um protesto na Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá. A via, que liga as zonas Oeste e Norte do Rio, foi fechada nos dois sentidos por volta das 16h15. O sentido Grajaú foi reaberto por volta das 18h35, e o Jacarepaguá às 19h, segundo informou o Centro de Operações Rio (COR).

Portal G1