Morre paciente com suspeita de 'fungo preto' no Brasil

Morre paciente com suspeita de 'fungo preto' no Brasil


Um paciente de 71 anos, diagnosticado com Covid-19 e suspeita de "fungo preto", morreu na quarta-feira (2), em Campo Grande (MS). O homem estava internado em estado grave no Hospital Adventista do Pênfigo. A mucormicose, conhecida também como “fungo preto”, é causada por fungos da ordem Mucorales e atinge pulmões e pode mutilar seios da face.

Segundo o UOL, o idoso apresentou os primeiros sintomas do vírus em 9 de maio. No entanto, segundo o jornal, apenas no dia 18 daquele mês teve diagnóstico positivo para a doença. No dia 28 de maio, já hospitalizado, o homem começou a apresentar sintomas do fungo preto no olho esquerdo. Entre eles, de acordo com o jornal, hemorragia, lesão e inchaço.

“[O paciente] apresentou suspeita de mucormicose no olho esquerdo com equimose palpebral intensa e lesão necrótica superior poupando a borda, apresentando quemose conjuntival sanguinolenta e úlcera corneana”, diz o boletim do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda segundo o boletim, sobre a evolução clínica do paciente, em 28 de maio, a situação era “instável hemodinamicamente, sem condições para transferência para instituição de maior complexidade”. Diante da suspeita para a mucormicose, o hospital notificou a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) sobre a gravidade da situação. O caso é acompanhado pelas autoridades municipais e estaduais. O caso foi o primeiro suspeito em Campo Grande.

Em São Paulo, um paciente internado com Covid-19 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP está infectado com mucormicose, informou o HC na quarta-feira (2). De acordo com a instituição, o paciente está na faixa dos 30 anos, mas a família não autorizou a divulgação de mais informações sobre seu estado de saúde.

O primeiro caso desta infecção foi confirmado terça-feira (1), em Manaus. A doença foi detectada em um paciente diabético de 56 anos que morreu em abril, de acordo com a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado.

Na Índia, a infecção já atingiu mais de 9 mil pessoas também infectadas com Covid-19. A doença mata mais de 50% dos infectados. O tratamento pode incluir cirurgias que retiram partes do corpo afetadas, como os olhos.

Yahoo! Notícias