Primeiro feirão digital da Caixa oferta 180 mil imóveis; saiba como participar

Primeiro feirão digital da Caixa oferta 180 mil imóveis; saiba como participar


A Caixa Econômica reuniu 180 mil imóveis para o primeiro feirão digital que será realizado pelo banco a partir de hoje até o próximo dia 4 de julho. Tradicional e considerado o maior evento do ramo imobiliário no País, o Feirão da Casa Própria era feito nas capitais anualmente, reunindo vendedores e compradores. Mas, devido à pandemia da Covid-19, a metodologia precisou ser alterada.

Desta vez, de uma única só vez, 800 incorporadoras imobiliárias e 1,1 mil correspondentes do Caixa Aqui devem participar, na expectativa de movimentar cerca de R$ 10 bilhões em novos negócios em todo País. Estimativas regionais não foram reveladas pela Caixa, assim como os números de imóveis disponíveis em cada estado do País. "Destacamos que há imóveis Caixa para todos os públicos e em diversas regiões do país, com valor médio de venda de R$ 70 mil", diz comunicado do banco enviado na noite de ontem, 24.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No mesmo texto, a Caixa assegura que "as linhas de financiamento de imóveis atendem todas as faixas de renda familiar e possuem prazo de pagamento de até 35 anos, com destaque para a modalidade Poupança CAIXA, lançada em 2021, com taxas a partir de 3,35% a.a., somado à remuneração adicional da poupança e saldo devedor atualizado mensalmente pela TR".

Imóveis Caixa
Dentro da oferta de 180 mil unidades, a Caixa informou que há 6 mil imóveis Caixa, "com possibilidade de financiamento de 100% do valor da proposta em até 35 anos, e taxas diferenciadas na modalidade Poupança Caixa, a partir de 2,50% a.a., somado à remuneração adicional da poupança e saldo devedor atualizado mensalmente pela TR". Para esta modalidade, o cliente também poderá optar por carência de 6 meses para início do pagamento da parcela de juros e amortização.

Como participar?
É preciso acessar a página do feirão, no www.caixa.gov.br/feirao. É importante também fazer o download do aplicativo Habitação Caixa. Já no site, é só ir em "Pesquisa seu imóvel" e, quando encontrar um do interesse, clicar em "simule seu financiamento". Para fechar o negócio, pode solicitar o atendimento de um vendedor ou correspondente Caixa Aqui no chat do site. A proposta deve ser enviada pelo aplicativo Habitação Caixa.

No caso dos Imóveis Caixa, o cliente será encaminhado para o caixa.gov.br/ximoveis após escolher a unidade para formalizar a proposta. Os documentos necessários para os dois casos são: Documentos de identificação de todos os participantes (compradores, cônjuges, procuradores), comprovantes de estado civil, endereço e renda dos proponentes.

Dicas para não errar na compra do imóvel
Marcelo Tapai, advogado especialista em Direito Imobiliário e autor da cartilha sobre compra de imóveis do Procon-SP, preparou dicas aos interessados. Confira:
  • Só participe do feirão se tiver condições financeiras para tal. Se for por curiosidade, pode agir por impulso.
  • Tenha ciência de todos os recursos disponíveis que possui. Lembre-se que durante a obra, o saldo total é reajustado pelo INCC (Índice Nacional da Construção Civil) e, no financiamento após a entrega das chaves ou mesmo de imóveis usados, não se pode atrasar as parcelas.
  • Conheça bem sua situação financeira. Tenha em mente que sua renda não pode estar muito justa ou comprometida com outros empréstimos/financiamentos de modo que não possam acontecer emergências.
  • Jamais compre um imóvel sem conhecer sua localização. Também é importante verificar a disponibilidade de transporte público, comércio e escolas próximos.
  • Pesquise o histórico da construtora por meio de consultas do CNPJ no Procon, na prefeitura e no Cartório de Registro de Imóveis.
  • Em caso de imóveis usados, consulte a matrícula e verifique se não existem ações contra o proprietário, além de dívidas que possam recair sobre o imóvel como condomínio e IPTU.
  • Reserve um dinheiro extra para pagar custos de ITBI e registro de imóveis, que podem totalizar 5% do valor total do imóvel em São Paulo, por exemplo.

O Povo Online