Teleférico cai e 14 pessoas morrem no acidente

Teleférico cai e 14 pessoas morrem no acidente


Um teleférico caiu e matou 14 pessoas na Itália, próximo da cidade de Stresa. Nesta quarta-feira (16), o canal de televisão TG3 divulgou o vídeo do desastre que aconteceu no dia 23 de maio. Apenas um dos passageiros, de cinco anos de idade, sobreviveu (veja vídeo acima).

Nas imagens, é possível ver que a cabine do teleférico estava próxima de parar em uma estação, finalizando o trajeto, quando, de repente, começa a se mover rapidamente na direção contrária. A velocidade com que a cabine é arremeçada para a direção contrária é tão grande que o compartimento chega a "tombar" para trás. Em seguida, percorre uma longa distância em alta velocidade até bater em um torre. Logo depois, um cabo arrebenta e o teleférico cai numa encosta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a polícia, a altura era de 20 metros. Segundo jornais locais, a estrutura ainda rolou diversas vezes até ser parada pelas árvores. Apenas um dos passageiros, Eitan Biran, de cinco anos, sobreviveu.

Homicídio e negligência
Segundo a agência Ansa, o dono, o diretor e o chefe de operações da empresa que administra o transporte foram presos acusados de homicídio e negligência no dia 26 de maio. De acordo com os investigadores, os freios de emergência do teleférico estavam desativados e os três sabiam do problema. Uma fonte disse ao canal de TV italiano Rai 3 que os suspeitos admitiram ter desativado o freio de emergência após "mau funcionamento no teleférico" e que reparos não consertaram o problema.

Menino de cinco perdeu família
O teleférico, bastante popular, conecta a cidade de Stresa com o Monte Mottarone em 20 minutos e oferece uma vista espetacular dos Alpes e do Lago Maggiore. No desastre, Eitan perdeu o pai, Amit Biran, de 30 anos, a mãe, Tal Peleg-Biran, 26, o irmão, Tom, de dois anos, e os bisavós maternos Itshak Cohen , 81, e Barbara Konisky, 71 no acidente. 

Os pais dele eram de Tel Aviv, e viviam na Itália havia mais de seis anos. Os avós saíram de Israel para passar férias com a família na Europa. A criança está sob os cuidados da tia paterna, Aia, que também vive na Itália.

Yahoo! Notícias