Um ano após o início da pandemia, quadrilheiros quiterienses falam sobre a falta das festas juninas presenciais

Um ano após o início da pandemia, quadrilheiros quiterienses falam sobre a falta das festas juninas presenciais


As festas juninas surgiram como uma festa popular e por influência principalmente da cultura portuguesa. Inicialmente, as festas tinham o objetivo de homenagear os santos do mês de junho, mas, com o passar dos anos as festas foram ganhando mais destaque e com os festivais juninos em cada município, ganharam também um novo objetivo.

Em Santa Quitéria, o tradicional festival de quadrilha teve sua primeira edição no início dos anos 2000 através das manifestações de ruas que já aconteciam no município, mas devido a pandemia teve sua edição de 2020 cancelada, o que impactou os grupos de quadrilha.

Aldair Lima é coreógrafo e projetista junino, desde 2004 vem trabalhando a frente de diversos grupos juninos e foi um dos impactados diretamente com a pandemia e o cancelamento do festival de 2020. Aldair explica que para a apresentação de uma quadrilha acontecer o planejamento da apresentação é feito durante meses e para 2020 seu grupo já estava com o planejamento em andamento, "a gente começou com muita força para 2020, mas veio a pandemia e a gente não conseguiu, paramos".

Para Aldair, o distanciamento das pessoas foi uma das coisas que mais fizeram diferença nessa pandemia. "Estar distante dos grupos, estar distante das pessoas, porque é sempre uma energia muito boa, nos ensaios, as discussões, os movimentos que se faz para levantar recurso", conclui.

No início do festival de quadrilhas de Santa Quitéria, cada edição tinha suas características e aconteciam de uma forma diferente, mas as competições já ocorriam anualmente. Sendo uma festa com uma grande força tradicional na cidade, o município já chegou a contar com 16 grupos de quadrilhas.

Para Elenice Mello as festas juninas são uma paixão. Habituada a dançar nas quadrilhas durante esse período, sua expectativa é que a pandemia acabe e que os festivais possam voltar a acontecer. "Minha expectativa é poder dançar novamente o São João. Esses anos sem São João está maltratando muito o coração de quem gosta dessa época", disse.

Com a vacinação das pessoas contra a Covid-19 avançando diariamente, a esperança de que as festas juninas aconteçam em 2021 segue firme entre os quadrilheiros.