Visando projeto Itataia, empresa de fertilizantes Galvani planeja investir no Porto do Mucuripe

Visando projeto Itataia, empresa de fertilizantes Galvani planeja investir no Porto do Mucuripe


Em entrevista ao Valor, o CEO da Galvani, Marcos Stelzer, que chegou à companhia em abril, disse que sua missão é conduzir um plano de investimentos de R$ 2,5 bilhões, por meio do qual a empresa pretende expandir e diversificar seus negócios nos próximos cinco anos. Segundo o executivo, a empresa prevê investir no porto de Mucuripe, em Fortaleza, e nos centros de distribuição em Uruçuí (PI), Barcarena e Miritituba (PA).

Segundo Stelzer, a maior parte dos recursos será destinada ao projeto da planta de Santa Quitéria, no interior do Ceará, onde a Galvani planeja começar a produzir fertilizantes fosfatados de alta concentração e o fosfato bicálcico, componente para suplementação animal.

“O grande diferencial é que, a partir de Santa Quitéria, conseguiremos atender o Arco Norte”, disse Stelzer ao Valor. Como o fertilizante fosfatado de alta concentração tem maior valor agregado, ele é mais competitivo para atender produtores a maiores distâncias, nas quais o frete tem maior peso no custo final.

Segundo o CEO, o projeto no Ceará irá contribuir para reduzir a dependência do mercado externo, já que hoje o Brasil importa cerca de 80% do fertilizante que utiliza.

Entretanto, o início das operações na mina de Santa Quitéria ainda depende de licença prévia do Ibama, esperada para o início de 2022. No fim do ano passado, a Galvani informou ao Valor que aguardava a autorização para 2021. Segundo o Valor, Stelzer está confiante em relação ao novo prazo.

Focus.jor