Bruno Pedrosa fortalece luta por hidrogênio verde; Frente Parlamentar busca fortalecer vocação do Ceará

Bruno Pedrosa fortalece luta por hidrogênio verde; Frente Parlamentar busca fortalecer vocação do Ceará


A Assembleia Legislativa instalou, antes do início do recesso parlamentar, a Frente Parlamentar pelo fortalecimento e geração de energias renováveis. O colegiado tem como objetivo discutir e acompanhar as novas formas de geração de energia, como a recém-anunciada pelo governador Camilo Santana, baseada no chamado hidrogênio verde.

Recentemente, o chefe do Executivo assinou memorando de entendimento com a empresa Qair Brasil para a instalação da planta da empresa no Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Os investimentos são da ordem de quase US$ 7 bilhões, e de acordo com deputados cearenses transformará a situação econômica do Estado.

“Tive a grande honra de ser escolhido como Presidente da Frente Parlamentar pelo fortalecimento e geração de energias renováveis. Indiscutivelmente o futuro do Ceará passará pela mudança da matriz energética do nosso país, onde nosso Estado se coloca na dianteira, mais uma vez, não apenas por sermos a Terra da Luz, ou porque não, a Terra dos Ventos, igualmente”, disse Bruno Pedrosa (PP), escolhido para comandar a Frente pelos próximos meses.


Segundo informou, o Ceará pode se tornar a “Terra do Hidrogênio Verde”, ressaltando que Alemanha e Reino Unido estipularam que até 2030, praticamente, a metade de seus veículos deve ser movida a este tipo de combustível. “O hidrogênio tem três vezes mais energia que a gasolina e libera água na forma de vapor. É produzido através da eletrólise, que usa corrente elétrica e água em abundância”, explicou.

De acordo com ele, as energias limpas, como a solar e eólica, que possuem um custo mais barato, tornam o Ceará como um dos melhores locais para produção do chamado hidrogênio verde. “Seja produção de energia solar, eólica, biomassa, hidrogênio verde e através das marés, a Assembleia Legislativa buscará ajudar nosso Estado a ter suas potencialidades cada vez mais exigidas e concretizadas, gerando riqueza e oportunidade para todos”, disse o presidente do colegiado.

Blog do Edison Silva