Dados da Pfizer sugerem que 3ª dose aumenta proteção contra variante Delta

Dados da Pfizer sugerem que 3ª dose aumenta proteção contra variante Delta


Uma terceira dose da vacina da Pfizer pode "fortemente" aumentar a proteção contra a variante Delta -- além da proteção oferecida pelas duas doses padrão --, sugerem novos dados divulgados pela Pfizer nesta quarta-feira (28).

Os dados, que foram divulgados online e devem ser discutidos em uma reunião sobre os lucros da empresa, sugerem que os níveis de anticorpos contra a variante Delta em pessoas de 18 a 55 anos que recebem uma terceira dose de vacina são mais de cinco vezes maiores do que depois da segunda dose.

Entre pessoas de 65 a 85 anos de idade, os dados da Pfizer sugerem que os níveis de anticorpos contra a variante Delta após uma terceira dose da vacina são 11 vezes maiores do que depois de uma segunda dose. "Há um potencial estimado de até 100 vezes maior na neutralização do Delta após a terceira dose em comparação com as três doses anteriores", escreveram os pesquisadores nos slides de dados da Pfizer. Os dados ainda não foram revisados ou publicados.

As informações também mostram que os níveis de anticorpos são muito mais altos após uma terceira dose do que uma segunda dose contra a variante original do coronavírus e a variante Beta, identificada pela primeira vez na África do Sul.

CNN Brasil