Entenda o porquê de DJ Ivis não ter sido preso após vídeo de agressão

Entenda o porquê de DJ Ivis não ter sido preso após vídeo de agressão


Vídeos gravados por câmeras de segurança interna mostram o produtor musical Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, agredindo a ex-mulher na frente da filha de nove meses, da mãe de Pamella Holanda e outro homem ainda não identificado. Nas imagens, não é possível identificar os dias em que as agressões aconteceram, mas a vítima, Pamella Holanda, compartilhou as imagens em rede social durante o último domingo (11).

1. O que mostram os vídeos em que Dj Ivis aparece agredindo a ex-mulher?
Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, aparece nas imagens dando puxões de cabelo, chutes e socos na ex-mulher Pamella Holanda. Ele sobe ao sofá e a violenta de forma consecutiva e na presença de um outro homem.

Imagens também mostram agressões do DJ contra ela sendo feitas na frente da filha de nove meses e da mãe de Pamella, que ajudava a cuidar da criança.

2. Quando ocorreram as agressões?
As violências contra Pamella Holanda ocorreram em, pelo menos, dois períodos distintos. A mais recente ocorreu no dia 1º de julho, a qual deu subsídios para a apresentação de boletim de ocorrência da mulher contra o DJ em 3 de julho.

Os vídeos divulgados na internet neste domingo (11) são anteriores às agressões de julho, segundo a advogada da influencer, Pris. Ainda não há confirmação sobre quando eles ocorreram exatamente.

A Justiça determinou medida protetivas em favor da digital influencer em 4 de julho.

3. As agressões foram denunciadas à Polícia Civil?
Sim. As agressões foram denunciadas em julho deste ano, após Pamella Holanda ser violentada na cidade de Eusébio, na Grande Fortaleza. Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Ceará (SSPDS), a mulher registrou ocorrência de lesão corporal no âmbito da violência doméstica no último dia 3.

A secretaria não divulgou detalhes da investigação, como por exemplo, se o DJ ou testemunhas já prestaram depoimento, mas emitiu nota informando que um inquérito foi aberto e um BO registrado em 3 de julho.

4. Como os vídeos das agressões vieram à tona?
As imagens são de câmeras de circuito interno de segurança da residência em que ambos moravam. As filmagens foram publicadas pela própria Pamella Holanda em suas redes sociais na noite deste domingo (11). Além dos vídeos, a digital influencer também postou fotos de como o seu rosto teria ficado após as agressões.

5. O que diz Pamella Holanda sobre as agressões?
A arquiteta e digital influencer Pamella Holanda se manifestou pela primeira vez nesta segunda-feira (12), em redes sociais, após a divulgação dos vídeos em que é violentada pelo ex-marido.

"Eu me calei por muito tempo! Eu sofria com minha filha, sem apoio até dos que diziam estar ali pra ajudar, que eram coniventes e presenciavam tudo calados sem interferir com a desculpa que eu tinha que aguentar calada porque era o 'jeito dele', era esse o 'temperamento dele' e que se eu quisesse viver com ele, teria que me sujeitar e ser submissa. Não se calem!!! Não se calem jamais!!! Eu não vou me calar!", escreveu no Instagram.

Ela agradeceu o apoio e disse que está bem junto da filha de 9 meses.

6. O que diz Dj Ivis sobre o caso?
Após a divulgação dos vídeos, ele se pronunciou por meio de nota e nas redes sociais. No comunicado, o artista foca no término com Pamella e não menciona as agressões. "Infelizmente não temos vivido uma relação saudável há algum tempo e já faz uma semana que estamos separados de fato", disse.

Já em uma série de vídeos publicados numa rede social, o artista falou do relacionamento conturbado, confirmou as agressões e disse que vinha sendo ameaçado. Contudo, não dá detalhes sobre o teor das ameaças, nem os motivos.

O advogado do DJ pediu à Justiça que Pamella fosse proibida de comentar sobre o assunto com a imprensa, "principalmente onde citem a filha menor". A juíza Maria José Sousa Rosado de Alencar, que respondeu pelo Plantão Judiciário Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), no domingo (11), negou o pedido realizado.

7. Por que Ivis não foi preso?
Segundo a Secretaria da Segurança, um inquérito policial para apurar as agressões foi instaurado. No entanto, não foi possível prender Ivis em flagrante, porque as agressões ocorreram no dia 1º de julho, e as denúncias feitas no dia 3. A detenção por flagrante delito ocorre em até 24 horas de um crime efetivado.

A Polícia Civil solicitou ao Poder Judiciário medidas protetivas de urgência em favor de Pamella, que foram concedidas no dia 4. Segundo a Secretaria da Segurança, o caso segue em investigação, e as filmagens ainda não tinham sido apresentadas.

G1