Famílias fazem fila para receber doação de ossos com restos de carne

Famílias fazem fila para receber doação de ossos com restos de carne


Moradores de Mato Grosso, o estado com o maior rebanho bovino do país (cerca de 32 milhões de cabeças de gado), fazem fila para receber ossos em um açougue que doa restos do processo de desossa do boi.

De acordo com o portal Uol, a distribuição dos ossos começa às 11h, às segundas, quartas e sextas, e a fila de pessoas em situação de vulnerabilidade social começa com duas horas de antecedência.

O estabelecimento informou que há mais de dez anos as doações de ossos são realizadas para os moradores sem renda da região, mas a fila aumentou nos últimos tempos. Por dia, são quase 500 quilos e eles garantem que sempre "dão um jeito" para que ninguém volte para casa sem um pouco de proteína. Açougues da região, que vendem o produto, cobram até R$ 10 o quilo.

Além do açougue, comerciantes das bancas da Central de Abastecimento e Distribuição de Cuiabá doam alimentos que não são comercializados nas feiras. As pessoas se cadastram e, uma vez por semana, passam pelas bancas em busca vegetais, legumes ou frutas.

Homens, mulheres, idosos e crianças se enfileiraram, encostados na parede ou sentados na calçada em frente à porta dos fundos do açougue. Alguns em dupla ou em pequenos grupos de amigos e familiares buscam, no que é considerado "resto", uma fonte de alimento. A fila dos que esperavam as doações chegou a dar a volta no quarteirão.

Quem conseguiu receber os ossos, embalados em pequenas sacolas de plástico, expressou em sorrisos captados pelas filmagens, uma gratidão, um "obrigado" pela chance de sobreviver mais um dia. Ao receberem a doação, alguns expressavam em voz alta: "eba!", "aeeee", "glória a Deus".