Homossexual é morto a facadas em frente de casa no interior do Ceará

Homossexual é morto a facadas em frente de casa no interior do Ceará


Um jovem de 28 anos, homossexual, foi morto a facadas na manhã desta quinta-feira (08) em frente à casa onde residia na cidade do Crato, no interior do Ceará. Carlos Henrique Alves de Oliveira trabalhou como telemarketing na Espanha, retornou à cidade de origem para visitar a família em 2019, mas devido à pandemia da Covid-19 aguardava tomar a vacina para sair do país novamente.

Em depoimento à polícia, a doméstica Lucimar Alves de Oliveira, mãe da vítima, informou que às 5h18, recebeu a ligação de uma mulher pedindo que ela fosse a casa onde seu filho estava, pois ele havia sido ferido enquanto bebia com um amigo na residência.

Segundo Lucimar, ao chegar ao endereço, no Bairro Vitória Nossa, encontrou o corpo do filho caído na porta da residência, com perfurações no pescoço. A Polícia Militar também estava no local.

Lucimar afirma que Carlos Henrique planejava se vacinar contra a Covid-19 no município e retornaria a Espanha, onde morou por um ano.

Conforme a doméstica, diariamente ela falava com o filho por telefone e na última conversa que tiveram, nesta quarta-feira (07), Carlos mencionou para a mãe que a pessoa com quem dividia a casa, que também é homossexual, iria retornar para Pernambuco. A identificação do amigo da vítima não foi informada e também não há informações se ele tem relação com o crime.

Lucimar não sabe o que pode ter motivado a morte do filho, pois "ele não tinha inimigos e fazia amizade com todos". O caso é investigado pela Delegacia Regional do Crato.

G1 - CE