Jovem de 15 anos morre devido infecção após colocar piercing em casa

Jovem de 15 anos morre devido infecção após colocar piercing em casa


Uma jovem de 15 anos morreu em consequência de uma infecção generalizada após ter colocado um piercing na sobrancelha. Izabela Eduarda de Sousa implantou o acessório de forma caseira, com a ajuda de uma amiga, em Engenheiro Caldas, município mineiro situado a 315 km de Belo Horizonte.

A adolescente veio a óbito no último domingo, após ficar oito dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ela chegou a ficar intubada e sofreu quatro paradas cardíacas. “Ela pediu dinheiro para o pai e para a mãe, mas os dois não deram e pediram para ela não colocar. Mas jovem às vezes é desobediente e ela resolveu colocar mesmo assim”, conta a tia da adolescente, Jurciene de Sousa.

Izabela colocou o piercing no dia 23 de junho. Três dias depois, em um sábado, o olho esquerdo da jovem começou a ficar inchado e apresentar irritação. “No domingo ela precisou ser medicada. Nós a levamos ao posto de saúde e o médico disse que a glicose dela estava alta. Ela era diabética, a gente nem sabia. Na segunda-feira ela piorou e foi levada para Governador Valadares pelo Samu”, diz a tia.

Aplicação
Izabela colocou o piercing com a ajuda de uma amiga, também adolescente. A aplicação foi feita na frente da casa da colega e na presença de outros jovens. “Ela comprou a agulha em uma farmácia da cidade. Na hora de furar ela não quis passar álcool porque iria arder. Então elas furaram sem ter feito isso. Mas a agulha era fina e a Izabela teve que comprar outra, mais grossa, para perfurar novamente. Eu não sei onde ela comprou o piercing”, explica a tia.

A adolescente vinha insistindo pelo acessório havia alguns dias, de acordo com Jurciene. Izabela pediu autorização para a mãe, que negou. A adolescente também ligou para o pai, que mora nos Estados Unidos, e fez a mesma demanda, mas ouviu resposta idêntica. “Eu fico triste demais, ela era tão linda, tão jovem e vaidosa. E fico com muita pena da amiga, que está abalada e não tem culpa. E mais ainda do meu irmão, que perdeu a filha sem ter conhecido a menina pessoalmente”, desabafa Jurciene.

O pai de Izabela mora nos Estados Unidos há 15 anos. Ele soube que a mãe da adolescente estava grávida quando chegou ao país, após ter entrado ilegalmente pelo México. Sem documentação até hoje, o pai jamais voltou ao Brasil e só conversava com a filha pela internet. O sonho de Izabela era se mudar para os EUA.

Yahoo! Notícias