Judô sem medalha, vitória no vôlei e queda de Djokovic; saiba o que aconteceu no dia 7 das Olimpíadas de Tóquio

Judô sem medalha, vitória no vôlei e queda de Djokovic; saiba o que aconteceu no dia 7 das Olimpíadas de Tóquio


As Olimpíadas de Tóquio 2021 estão no dia 7. O Time Brasil enfrentou altos e baixos, com eliminações amargas no judô, BMX e canoagem, que impediram chances de medalhas, e resultados importantes no boxe, vôlei, handebol na vela. Saiba o resumo do que aconteceu entre a noite de quinta-feira, 29, e a madrugada de sexta, 30, enquanto você dormia.

O dia 7 contou com a estreia do atletismo na Olimpíada. O brasileiro Alison dos Santos, esperança de medalha na prova 400m com barreiras, avançou. No tênis, a estrela Novak Djokovic está na final.

Vitória de virada no vôlei
A seleção brasileira de vôlei de quadra masculina venceu os Estados Unidos de virada, por 3 a 1, e se recuperou da derrota para o Comitê Olímpico Russo. Com a vitória, o Brasil foi aos oito pontos, na segunda colocação do grupo B. A próxima partida da equipe é contra a França, na noite do sábado, às 23h05 .

Djoko fora da final
O sérvio Novak Djokovic foi derrotado pelo alemão Alexander Zverev por 2 sets a 1. O líder do ranking venceu o primeiro set com parcial de 6/1, mas perdeu os dois seguintes com atuação implacável do rival, número 4, por 6/3 e 6/1.

Brasileira favorita ao ouro no boxe estreia
A baiana Bia Ferreira, campeã mundial e líder do ranking internacional, estreou com vitória tranquila sobre Wu Shih-yi, de Taipé Chinês, no peso-leve. A brasileira é favorita à medalha de ouro na categoria.

Frustração no judô
Os judocas brasileiros Rafael "Baby" e Maria Suelen competiram nas categorias mais pesadas do judô e foram eliminados. Baby perdeu para a lenda francesa Teddy Riner, bicampeão olímpico e dez vezes campeão mundial, na repescagem. Já Maria Suelen foi derrotada nas quartas de final e disputaria a repescagem, mas se contundiu no confronto e precisou abandonar a competição.

Kahena e Martine na briga por medalha
A dupla de velejadoras brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze fechou a nona regata da vela categoria 49er em 11º lugar. Com a posição na corrida, última da modalidade nesta sexta-feira, 30, elas mantêm a terceira posição no ranking.

Alison dos Santos começa bem no atletismo
Alison dos Santos estreou na Olimpíadas de Tóquio 2020 na 2ª posição dos 400 metros com barreiras. Com o resultado, ele já se classificou para as semifinais da modalidade. Conhecido como "Piu", o brasileiro ficou atrás apenas de Abderrahman Samba, do Catar.

Pepê fora da final na canoagem
O canoísta brasileiro Pepê Gonçalves está fora da final na canoagem slalom da Olimpíada de Tóquio. O atleta foi o 11º a entrar no percurso e fez tempo pior que todos os concorrentes anteriores. Pelas regras da modalidade, apenas os dez melhores atletas avançam para a final.

Eliminação no BMX
A trajetória do brasileiro Renato Rezende nas Olimpíadas de Tóquio chegou ao fim. Ele competiu na segunda bateria da semifinal do ciclismo BMX e terminou na sétima colocação após três corridas. Somente os quatro melhores colocados das duas baterias avançaram à final.

Scheidt fica distante da medalha
O velejador Robert Scheidt está na final da vela categoria laser na Olimpíada de Tóquio. Com 16º lugar na última regata classificatória da modalidade, ele segue na sexta colocação geral. Um dos melhores atletas do Brasil em Olimpíadas, Scheidt tem poucas chances de medalha, no entanto. Matematicamente, o velejador não terá como conseguir o ouro, e precisa de resultados improváveis para subir ao pódio.

Chance de classificação no handebol
Brasil entrou em quadra pela quarta rodada da fase de grupos do handebol masculino nas Olimpíadas de Tóquio. Os brasileiros enfrentaram a Argentina e venceram por 25 a 23. Dessa forma, restando uma partida para disputar, o Brasil ainda tem possibilidade de classificação às quartas de final.

Keno é derrotado no boxe
O brasileiro Keno Marley Machado perdeu para o britânico Benjamin Whittaker nas quartas de final em Tóquio 2020. Com a derrota, ele deu adeus à disputa dos Jogos Olímpicos do Japão.

Brasileiro no hipismo CCE
O cavaleiro Marcelo Tosi, montando Genfly, foi o primeiro brasileiro no picadeiro na competição do hipismo Concurso Completo de Equitação (considerado um triatlo equestre reunindo as modalidades de adestramento, cross-country e salto) na Olimpíada de Tóquio (Japão).

Grael e Borges na vela
A dupla de velejadores brasileiros Marco Grael e Gabriel Borges ficou em sétimo lugar na nona regata da vela 49er na Olimpíada de Tóquio. Eles terminaram a corrida com 1min41s de diferença dos primeiros colocados, José Lima e José Costa, de Portugal.

Brasileira não avança no salto ornamental
Luana Lira ficou em 21º lugar na disputa do salto ornamental na Olimpíada de Tóquio. Com 244,35 pontos, ela não conseguiu se classificar entre as 18 primeiras colocações para seguir às semifinais da categoria.

Rúgbi de 7
O Brasil encerrou sua participação no rúgbi nas Olimpíadas de Tóquio com mais uma derrota, a terceira em três jogos. Dessa forma, a seleção feminina está eliminada do torneio. O revés da noite desta quinta-feira, 29, foi contra Fiji, por 41 a 5.

O Povo Online